Novabase

Novabase vende negócio de infraestruturas à Vinci por 38,4 milhões

Fotografia: Diana Quintela/ Global Imagens
Fotografia: Diana Quintela/ Global Imagens

Novabase IMS – Infrastructures & Managed Services, agora vendido à Vinci, emprega cerca de 400 pessoas e registou um volume de negócios de 104 milhões

A Novabase, SGPS chegou a acordo para a venda de 100% da sua subsidiária dedicada às infraestruturas, a IMS, à Vinci Energies Portugal, numa transação fechada por 38,365 milhões de euros.

Em comunicado, a empresa informa que o acordo de venda inclui igualmente “duas novas sociedades para as quais será transferido o negócio IMS presentemente desenvolvido pela Novabase Digital TV e pela Novabase Serviços”.

“A concretização da compra e venda ocorrerá nos próximos meses, estando sujeita à verificação de um conjunto de condições suspensivas habituais neste tipo de operações, incluindo a não oposição da Autoridade da Concorrência”, explica a empresa no comunicado.

“O preço acordado é de 38,365 milhões de euros, a ser pago na data de concretização da transação, estando sujeito a ajustamentos, nos termos do contrato”, detalham.

O negócio da Novabase IMS – Infrastructures & Managed Services, agora vendido à Vinci, emprega cerca de 400 pessoas e registou um volume de negócios de 104 milhões de euros em 2015, segundo informa o comunicado.

Citado no mesmo documento, Luís Paulo Salvado, Presidente da Novabase, aponta que este negócio “é mais um passo no reposicionamento” com que a empresa tem avançado nos últimos anos, passo este que permite “acelerar a internacionalização com meios reforçados. Temos evoluído de uma estratégia de liderança geográfica com uma oferta ampla, para uma estratégia de liderança através de ofertas especializadas para o mercado global”.

O negócio está a ser bem recebido pelo mercado, com as ações da Novabase a subir quase 5% desde o início da sessão – ainda que continuem abaixo da cotação com que a empresa começou o ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trump Xi China

Trump ameaça Pequim e ordena às empresas: “saiam da China”

Emmanuel Macron, presidente francês. Fotografia: Direitos Reservados

Fogos na Amazónia: França e Irlanda ameaçam bloquear acordo com Mercosul

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, intervém durante uma conferência de imprensa para fazer o ponto de situação sobre a crise energética, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, 13 de agosto de 2019. JOÃO RELVAS / LUSA

Ministro do Ambiente: “Há cada vez mais condições” para que greve não aconteça

Outros conteúdos GMG
Novabase vende negócio de infraestruturas à Vinci por 38,4 milhões