banca

Novo Banco vende operação na Venezuela

O Novo Banco anunciou hoje que assinou um contrato para a venda da operação na Venezuela à BancaAmiga -- Banco Microfinanciero

O Novo Banco anunciou hoje que assinou um contrato para a venda da operação na Venezuela à BancaAmiga — Banco Microfinanciero, sem revelar o valor, operação que se insere no âmbito da estatégia de desinvestimento de participações internacionais.

“Informamos que o Novo Banco celebrou com a BancaAmiga, Banco Microfinanciero, da Venezuela, um contrato promessa de compra e venda dos ativos e passivos da Sucursal na Venezuela do Novo Banco”, lê-se num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Numa outra nota, o banco liderado por António Ramalho lembra que a sua operação na Venezuela arrancou em 2012, tinha 49 colaboradores e operava no quadro do direito Venezuelano, registando quatro milhões de euros em recursos e 2,2 milhões de euros em crédito.

A venda fica agora dependente de diversas autorizações, nomeadamente do Banco de Portugal e da autoridade reguladora do setor financeiro na Venezuela, e, caso se concretize, o Novo Banco deixará de ter qualquer atividade bancária naquele país.

“Esta transação representa mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário doméstico”, refere o comunicado enviado à CMVM.

Na outra nota, o Novo Banco diz ainda que “no quadro da concentração da atividade no mercado doméstico e ibérico”, tem vindo a proceder à alienação de participações internacionais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Novo Banco vende operação na Venezuela