Novo Banco vende posição na empresa de portos Tertir

O Novo Banco vai vender a sua parte na empresa de logística e portos Tertir aos turcos do grupo Yildirim, segundo a informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), mas não indica o valor do negócio.

O Novo Banco herdou essa posição - equivalente a 36,875% do capital social - do BES e a venda agora anunciada acompanha a alienação da Tertir que está a ser feita pelo grupo Mota-Engil, atual acionista maioritário da empresa de terminais portuários.

Pouco antes deste comunicado do Novo Banco, a Mota-Engil anunciou precisamente a alienação de vários negócios portuários e de logística à empresa turca Yildirim, entre os quais da Tertir, que controla.

Para o negócio com a Tertir se concretizar é ainda necessária a "luz verde" da Autoridades da Concorrência, com o Novo Banco a dizer que espera que a operação fique fechada "até ao final do ano corrente".

O banco liderado por Stock da Cunha sublinhou os benefícios desta venda para o Novo Banco, referindo que terá "um impacto positivo nos resultados líquidos, rácio de solvabilidade e de liquidez".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de