banca

Novo Banco vende totalidade da GNB Vida por 190 milhões

Concurso para Novo Banco abre após as eleições de 4 de outubro

Negócio prevê um "contrato de distribuição de produtos de seguros vida em Portugal, por um período de 20 anos"

O Novo Banco fechou com a Bankers Insurance Holdings, uma sociedade do grupo Global Bankers Insurance Group, um contrato de compra e venda da totalidade do capital social da GNB – Companhia de Seguros de Vida por de 190 milhões de euros, informou o banco liderado por António Ramalho.

“A seleção da Global Bankers como comprador da nossa operação de seguros vida e como nosso parceiro na distribuição de seguros financeiros, foi feita através de um processo competitivo aberto e transparente. Com a entrada deste novo parceiro, asseguramos um aumento da capacidade seguradora e damos um passo decisivo no redesenho da oferta para os nossos clientes”, disse António Ramalho, CEO do Novo Banco, citado em nota de imprensa.

A operação, cujo montante final está sujeito aos normais ajustamentos no fecho da transação e é “acrescido de um montante variável em função da performance”, inclui um acordo entre o Novo Banco e a GNB Vida de um “contrato de distribuição de produtos de seguros vida em Portugal, por um período de 20 anos”.

A conclusão desta operação “deverá ter um impacto neutro em resultados e um impacto positivo no rácio de capital Common Equity Tier 1 do Novo Banco”, e é justificada como “mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário”.

O concretização do negócio encontra-se dependente da verificação de diversas condições, incluindo a obtenção das autorizações regulatórias necessárias, refere o banco.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ex-presidente do BPN, José Oliveira Costa. Fotografia: Rodrigo Cabrita/Global Imagens

Finanças. Antigo BPN está a ajudar a reduzir défice deste ano

Vieira da Silva e Cláudia Joaquim
Fotografia: Leonardo Negr‹ão / Global Imagens

Governo admite eliminar factor de sustentabilidade noutros tipos de pensões

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva  JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Regras das pensões antecipadas que existem em 2018 vão manter-se

Outros conteúdos GMG
Novo Banco vende totalidade da GNB Vida por 190 milhões