Indústria

Novo dono da antiga fábrica da Triumph vai investir 1 milhão

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral (E), durante a visita à Têxtil Gramax Internacional, Sacavém, 4 de janeiro de 2017.  

Fotografia: André Kosters/Lusa
O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral (E), durante a visita à Têxtil Gramax Internacional, Sacavém, 4 de janeiro de 2017. Fotografia: André Kosters/Lusa

A Têxtil Gramax Internacional quer expandir os mercados de exportação da fábrica de Sacavém com um modelo de negócio de produção multimarca

O novo dono da antiga fábrica da Triumph, o fundo suíço Gamax Capital, vai investir um milhão de euros na unidade localizada em Sacavém, Loures. A fábrica, que passa a designar-se Têxtil Gramax Internacional (TGI), tem um volume de negócios anual de 20 milhões de euros e emprega cerca de 500 colaboradores.

“A TGI quer reforçar a liderança do setor de produção em Portugal e afirmar-se como um dos maiores players europeus na produção de lingerie, shapewear e swimwear para homem e mulher. O investimento que está a ser feito para otimizar a produção, conjugado com a experiência e as competências humanas e técnicas existentes na empresa está enquadrado neste objetivo ambicioso”, disse Manuel Pereira, CEO da Têxtil Gramax Internacional, citado em nota de imprensa.

A antiga fábrica da Triumph, comprada em agosto do ano passado, regista um volume de negócios anual de 20 milhões de euros, com a totalidade da produção deste ano destinada à exportação. Até à compra da unidade pelo fundo suíço, a fábrica produzia unicamente para a Triumph sendo a produção exportada para a Áustria.

Os novos acionistas pretendem implementar um novo modelo de negócios, com produção multimarca para um “leque diversificado de marcas nacionais e internacionais”. Os mercados destino também aumentam, com a produção este ano ter como destino mercados a Alemanha, Áustria, Espanha, EUA, Holanda, França e Portugal.

A fábrica de Sacavém tem uma capacidade instalada de mais de 25 milhões de minutos por ano. A TGI é o maior empregador do concelho de Loures e com perto de 500 colaboradores.

Em agosto de 2015, o grupo alemão Triumph comunicou que iria vender a fábrica em Portugal, a única na Europa, para “evitar ou limitar redundâncias”. O grupo alemão estava instalado no concelho de Loures desde 1961.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

7º aniversário do Dinheiro Vivo: Conferência - Sucesso Made in Portugal. 
Pedro Siza Vieira, Ministro da Economia
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Made from Portugal: desafio para os próximos 7 anos

Lisboa, 11/12/2018 - 7º aniversário do Dinheiro Vivo : Conferência - Sucesso Made in Portugal, esta manhã a decorrer no Centro Cultural de Belém.
Rosália Amorim, Directora do Dinheiro Vivo; Antonoaldo Neves, CEO da TAP; João Carreira, Co-fundador e Chairman da Critical Software; Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova; João Miranda, CEO da Frulact; Rafic Daud, Co-fundador e CEO da Undandy; Helder Dias, VP of Engeneering da Farfetch 
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Um unicórnio na China, papel higiénico sexy e patê de algas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Novo dono da antiga fábrica da Triumph vai investir 1 milhão