transportes

O fim de uma marca: Governo acaba com o passe L123

Imagem de arquivo de um autocarro da Carris.
Imagem de arquivo de um autocarro da Carris.

Criação do passe metropolitano na região de Lisboa determina a extinção do passe intermodal criado no final de 1977.

Era um anúncio já esperado há alguns meses mas apenas foi formalizado esta sexta-feira: dia 30 de abril será aceite pela última vez o passe L123, o título de transporte intermodal criado em dezembro de 1977. A decisão consta de uma portaria publicada esta sexta-feira em Diário da República e que determina a revogação da portaria que regula o sistema de passes intermodais e as condições de disponibilização destes títulos de transporte na Área Metropolitana de Lisboa.

O L123 foi criado com uma divisão geográfica por quatro coroas. A coroa L correspondia ao concelho de Lisboa, tendo como limites freguesias como Algés e Moscavide. A coroa 1, além do concelho de Lisboa, contava com os concelhos vizinhos de Odivelas e da Amadora. A coroa 2 acrescentava os concelhos de Almada e de Loures. A coroa 3 permitia viajar do centro de Lisboa para o município de Oeiras e ainda para locais como Costa da Caparica, Corroios e Barreiro.

Ao passe L123 foram ainda acrescentados dois complementos, que beneficiavam os utilizadores do barco: o L123sx, para aceder ao concelho do Seixal; e ainda o L123ma, que permitia viajar para os concelhos do Montijo e de Alcochete.

Este título de transporte permitia o acesso a deslocação no autocarro, comboio (da CP), barco e ainda no Metro de Lisboa. Mas não dava acesso, por exemplo, aos comboios da Fertagus e aos autocarros da Vimeca. Na empresa Metro Transportes do Sul, só se podia utilizar este passe se fosse pago um complemento.

Imagem de exemplo do passe L123.

Imagem de exemplo do passe L123.

O passe L123 foi o passe intermodal mais utilizado na região de Lisboa. No início da década de 1980, o preço do passe social L123 representava 8,67% do valor do Salário Mínimo Nacional (SMN); em 2011, estava em 11,34%; em 2016, passou para 12,8% do SMN, de acordo com um projeto de lei apresentado pelo PCP no Parlamento em 2016. Segundo os comunistas, “o peso do Passe L123 no salário mínimo nacional aumentou 47%” em mais de 30 anos.

O L123 foi uma marca tão importante para centenas de milhares de utentes que até foi tema de uma música. Em 2018, a banda PAUS integrou no seu quarto álbum de originais um tema com este passe.

“O verão nos subúrbios de Lisboa, os anos 90 de quem ali cresceu ainda sem carta, dependia de um passaporte caro, de um cartão que abria portas e nos levava a sítios. Hoje ainda, o dia-a-dia de quem acorda cedo para ir servir ao centro move-se também com esta credencial que liberta e é um símbolo de falta de liberdade. L123, o passe, o título, que te deixa atravessar as 3 coroas da Grande Lisboa é uma imagem e uma ideia que nos diz muito quando quisemos pensar sobre o custo do tempo e sobre o o privilégio e o condicionamento de crescer a olhar de fora para o centro”, explicou na altura a banda num texto publicado pelo portal Rimas e Batidas.

E agora – o Navegante Metropolitano

O passe L123 vai terminar para dar lugar ao Navegante Metropolitano, o título intermodal que vai abranger todos os meios de transporte nos 18 concelhos da Área Metropolitana de Lisboa a partir de 1 de abril. Vai começar a ser vendido oficialmente na terça-feira, 26 de março – já o pode comprar através do portal Lisboa Viva.

O Navegante Metropolitano custa 40 euros e será um passe mensal, válido sempre a partir do dia 1 de cada mês e que pode ser renovado a partir do dia 26.

Haverá ainda uma versão deste passe a 20 euros, para idosos; uma versão a 80 euros, a partir de julho, para famílias com mais de dois membros; as crianças até aos 12 anos estarão isentas do pagamento deste passe.

O Navegante Metropolitano será criado graças ao PART, programa de apoio à redução tarifário, que conta com financiamento do Fundo Ambiental e das áreas metropolitanas e comunidades intermunicipais.

Pode conhecer mais pormenores sobre os novos passes de transportes através desta notícia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Moedas como Libra do Facebook podem diminuir poder dos bancos centrais

Outros conteúdos GMG
O fim de uma marca: Governo acaba com o passe L123