marca

O que faz o Kikas aprender a fazer crepes com Chakall? Está a ligar-se à vida

A carregar player...

Altice arranca esta quinta-feira com reposicionamento do Meo. Marca de consumo ganha uma dimensão sonora, olfativa e gustativa para se ligar à vida.

“Kikas é no pulso”, atira Chakall, numa vídeo chamada, a Frederico Morais atrapalhado com a técnica de virar um crepe na frigideira. Pouco antes tinha sido a vez do Chef de testar as águas, lançar-se numa prancha ao mar tentando surfar as ondas com as instruções de Kikas.

“Bons exemplos de nos ligarmos à vida”, comenta Alexandre Fonseca, CEO da Altice Portugal, na apresentação do reposicionamento do Meo. Momentos que fazem parte da campanha, que hoje arranca, da marca de consumo da operadora e que traz não só uma mensagem para os clientes “mas também a todos os portugueses, que se voltem a ligar à vida”, diz o gestor.

“Liga-te de novo. Liga-te à vida” é, de resto, a nova assinatura da marca neste novo posicionamento, que dá novas dimensões sensoriais à marca. Afinal, se é para estarmos ligados, que seja com todos os sentidos.

Para isso, o Meo passou a ter um cheiro, uma nova identidade sonora e sabores. Uma marca mais ‘humana’, ou a mensagem aos clientes, não fosse ‘humaniza-te’.

“Em perfeita sintonia com os valores e visão estratégica da marca, o Meo torna-se numa das primeiras marcas portuguesas a trabalhar a sua identidade multissensorial e a primeira a desenvolver uma identidade sonora binaural em 8D (efeito 360 e esférico)”, destaca a operadora.

O reposicionamento vai ser assim não só visível na campanha, onde os embaixadores Armindo Araújo, Carolina Deslandes, Cristiano Ronaldo, Frederico Morais, João Sousa e Miguel Oliveira se desafiam a sair da sua zona de conforto, mas pelas várias dimensões da marca.

As lojas, por exemplo, vão passar a dispor de uma identidade olfativa com a fragância, da identidade auditiva com o som, ambos criados por Lourenço Lucena, e da identidade gustativa através dos rebuçados do Chef Chakall e do café da Simpli Coffee criados exclusivamente para a marca Meo.

 

A carregar player...

 

E uma música criada especificamente para a marca. Heyo foi criada e produzida nos EUA, no 1908 Scoring Studios, em Beverly Hills, pelo compositor Sacha Chaban, no estúdio responsável pela banda sonora de diversos filmes de Hollywood como Get Out e I.T. e séries como S.W.A.T. e The Whispers.

“Uma composição criada e imaginada para servir de gatilho sensorial a todas as dimensões humanas e que, num crescendo de ritmo e voz, despoleta um boost de positividade e energia, incitando à ação ao fazer e a um maior querer”, refere a operadora.

Mas não só. Os clientes, através dos waiting ring dos centros de atendimento, vão passar a usufruir da playlist com a identidade sonora Meo e no site da operadora, “de uma experiência multissensorial inovadora que recria os 5 sentidos em ambiente digital.”

Com criatividade da Partners, direção criativa executiva de Ivo Purvis, direção criativa digital de Gil Correia, direção de arte de Rodolfo Garcia e redação de João Moura, a campanha multimeios será veiculada em TV, imprensa, rádio e digital – e vai estar no ar a partir de 25 de junho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Biedronka assegura 68% das vendas; Pingo Doce 24%

Jerónimo Martins vai impugnar coima de 24 milhões na Polónia

Parque Eólico

EDP Renováveis vende sete parques eólicos à Finerge em Espanha

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução.

Fundo de Resolução diz que comprador da GNB tinha a proposta “mais atrativa”

O que faz o Kikas aprender a fazer crepes com Chakall? Está a ligar-se à vida