Oi

Oi falha hoje reembolso de 231,2 milhões a obrigacionistas

Fotografia:  REUTERS/Sergio Moraes
Fotografia: REUTERS/Sergio Moraes

Pagamento é referente a emissão de 400 milhões de euros feita em 2012 pela Portugal Telecom, liderada por Zeinal Bava.

A operadora brasileira Oi, onde a Pharol tem 25,2%, falha hoje o reembolso de 231,2 milhões aos obrigacionistas de retalho em Portugal. Esta terça-feira era o prazo previsto para o reembolso da emissão de 400 milhões de euros de obrigações lançada em 2012 através da PT Finance, ainda a Portugal Telecom era liderada por Zeinal Bava.

Leia mais: Obrigações PT. E tudo a dívida da Oi levou

Cerca de 20 mil pequenos investidores subscreveram esta emissão, na época considerada um sucesso, com uma procura 20% acima da colocação. As obrigações transitaram para a Oi com o processo de fusão entre a PT e a operadora brasileira, que passou a ser o garante do pagamento. Parte dos obrigacionistas resgataram os montantes investidos quando a Oi deu essa opção, para garantir em fevereiro de 2015 a aprovação para a venda da PT Portugal aos franceses da Altice. Mas mais de metade ficou com a Oi.

Leia ainda: Obrigações PT Finance. Conselhos para o investidor

Afogada numa dívida de 18 mil milhões de euros, a companhia está em pleno processo de recuperação judicial, o maior da história do Brasil. Esta situação impede o pagamento aos credores até ser aprovado um plano de reestruturação de dívida. Plano sobre o qual ainda não há detalhes, embora haja a expectativa que entre meados de agosto/setembro deva ser conhecido e ai quais as condições que a Oi vai propor aos credores para negociar a dívida.

Novas emissões de dívida, troca de obrigações por outras com prazos de pagamento mais alargados, mexidas na taxa de remuneração, troca de dívida por capital… Tudo são opções que a Oi tem ao seu dispor para negociar com os credores, à semelhança da proposta apresentada em junho a um conjunto de credores representados pela Moelis & Company em Nova Iorque.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Emmanuel Macron, Pedro Sanchez, Angela Merkel, Donald Tusk, Jair Bolsonaro e Mauricio no G20 de Osaka, Japão, 29 de junho de 2019. Fotografia: REUTERS/Jorge Silva

Vírus da guerra comercial já contamina acordo entre Europa e Mercosul

O presidente da China, Xi Jinping, fez uma visita de Estado a Portugal no final de 2018. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Angola e China arrastam exportações portuguesas. Alemanha e Itália ainda não

Duarte Cordeiro, Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Parlamentares

“Votantes não compreendem a incapacidade da esquerda se entender”

Outros conteúdos GMG
Oi falha hoje reembolso de 231,2 milhões a obrigacionistas