Construção

Pedro Marques: Obras na ponte 25 de Abril arrancam até início de 2019

Pedro Marques, ministro do Planeamento. Fotografia: ANTÓNIO JOSÉ/LUSA
Pedro Marques, ministro do Planeamento. Fotografia: ANTÓNIO JOSÉ/LUSA

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas garante que esta ponte "é a obra de arte mais monitorizada do país".

As obras na ponte 25 de Abril vão arrancar entre o final deste ano e o início de 2019. A garantia foi dada pelo ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esta quarta-feira no Parlamento. Os trabalhos nesta ponte deverão demorar dois anos e deverão obrigar a cortes de trânsito.

“Sem surpresas, a obra [na ponte 25 de Abril] poderá iniciar-se no final deste ano ou início de 2019. Esta obra está e continuará a estar segura”, assegurou o governante durante a intervenção inicial na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, onde o ministro está a ser ouvido sobre este tema, os problemas na ferrovia, a reposição das ligações telefónicas destruídas pelos incêndios de outubro e a reprogramação dos fundos comunitários.

A consignação da empreitada apenas será oficializada depois da autorização do Tribunal de Contas, que terá de dar o seu aval ao contrato que venha a ser celebrado com o vencedor do concurso público.

Em agosto, o Dinheiro Vivo deu conta dos atrasos no concurso para a adjudicação dos trabalhos na ponte 25 de Abril. A Infraestruturas de Portugal garantiu na altura que, ainda assim, não há atrasos nesta obra.

Pedro Marques recordou que esta ponte “é a obra de arte mais monitorizada do país” e que o instituto ISQ e o LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil estão a fazer um “acompanhamento de grande proximidade”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Luís Lima, APEMIP

Imobiliárias temem fuga de clientes com nova lei de combate ao branqueamento

Outros conteúdos GMG
Pedro Marques: Obras na ponte 25 de Abril arrancam até início de 2019