cosmética

Perfumaria e cosmética deverá crescer 1,4% este ano

Espanha representava 86% do mercado ibérico da perfumaria e cosmética e Portugal 14%
Espanha representava 86% do mercado ibérico da perfumaria e cosmética e Portugal 14% Foto: D.R.

O mercado da perfumaria e cosmética, em Portugal, poderá vir a situar-se nos 662 milhões de euros, representando um aumento de 1,4%.

A conclusão é do estudo Sectores ‘Perfumaria e Cosmética’ (Mercado Ibérico)’ produzido pela Informa D&B, que aponta ainda para um crescimento ligeiramente mais acentuado em Espanha, onde as vendas no final do ano poderão totalizar 4 mil milhões de euros, o que dá um crescimento de 1,8% face a 2014.

No último ano, as vendas de perfumaria e cosmética no mercado ibérico caíram 1,2%, para 4,6 mil milhões de euros, o que dá uma queda face aos anos anteriores.

Nesse mesmo ano ano, a Espanha representava 86% do mercado ibérico e Portugal 14%. O pior comportamento foi protagonizado pelo mercado espanhol, que caiu 1,3%, para 4 mil milhões de euros, enquanto em Portugal a descida foi de 0,6%, para 653 milhões de euros.

“O abrandamento das vendas afetou particularmente o negócio de perfumes e fragrâncias, que em 2014 recuou 2,9%”, refere o estudo da D&B, acrescentando que, pelo seu lado, a queda nos segmentos de cuidados para o cabelo e cosmética decorativa foi em ambos os casos de 1,6%.

O mercado de cuidados da pele caiu 1,3%, enquanto os produtos de higiene apresentaram uma evolução mais favorável ao registar evoluir 0,7%.

A contração do mercado doméstico continuou a impulsionar as vendas ao exterior das empresas espanholas, que em 2014 aumentaram 3,4% em valor. No período 2009-2014 o aumento foi de 50%, ascendendo a 2,7 mil milhões de euros no último ano. As exportações em Portugal, pelo contrário, caíram 4,6%, após terem recuado 6,1% no exercício de 2013.

De acordo com o estudo da D&B, a estrutura empresarial do setor apresenta um considerável grau de concentração da oferta, representando os cinco maiores grupos cerca de 40% das receitas totais no conjunto do mercado ibérico.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Vendas de carros descem 71,6% em maio

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

PIB pode registar quebra entre 9% a 15% em 2020

Lisboa, 25/05/2016 - Aspecto do Palco Mundo, durante uma reportagem do Diário de Notícias sobre o que acontece nos dias em que no Festival Rock in Rio não há concertos.

( Gustavo Bom / Global Imagens )

APSTE: Setor dos eventos com prejuízos de 20 milhões no segundo trimestre

Perfumaria e cosmética deverá crescer 1,4% este ano