Combustível

Petrolíferas negam aumentos nas margens

Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens
Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

Secretário de Estado da Energia afirmou que tinha pedido à Concorrência para avaliar as margens das empresas petrolíferas.

A associação das empresas do setor petrolífero veio esta terça-feira defender que “é perfeitamente natural” o aumento da margem bruta do setor entre 2012 e 2016.

O esclarecimento surge na sequência de uma entrevista do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, ao Expresso, onde disse que enviou uma carta à Autoridade da Concorrência sobre a formação de preços nos combustíveis.

O governante afirmou que enviou uma carta à AdC , “no sentido de determinar com rigor e independência se se confirma ou não uma mudança significativa ao nível da formação de preços, nomeadamente ao nível de um aumento da margem comercial e de questões de falha de mercado”.

A Apetro vem agora dizer que “saudamos a iniciativa, mais uma a juntar a outras já realizadas, que vão ao encontro da nossa política de transparência e rigor” e rebate as acusações, dizendo que o aumento percentual da margem bruta é natural “pois, sendo a parcela correspondente ao valor de ADC (custos de Armazenagem, incluindo reservas obrigatórias, Distribuição e Comercialização, onde se encontra a margem grossista e retalhista) maioritariamente fixa e tendo o valor final do PMVP (preço médio de venda ao público) descido, a percentagem que representa neste é superior”.

A Apetro frisa que esse aumento percentual não significa que a margem comercial tenha aumentado, “tendo-se, aliás, verificado exatamente o contrário”.

A Apetro exemplifica, dizendo que “comparando os valores médios de 2012 e 2016 o valor de ADC para a Gasolina 95 desceu 2,7 cêntimos/litro e para o Gasóleo Rodoviário desceu 2,1 cêntimos/litro. Como é igualmente visível nos gráficos, nesse período deu-se um agravamento da carga fiscal de 8,3 cêntimos/litro na Gasolina e de 8,5 cêntimos/litro no Gasóleo, bem como um aumento do custo de incorporação de Biocombustível de 1,4 e de 1,2 cêntimos/litro, respetivamente”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Costa pede mais reformas a Costa

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Outros conteúdos GMG
Petrolíferas negam aumentos nas margens