Pingo Doce começa a vender medicamentos sem receita no Mercadão

O Mercadão já assegura entregas de compras de supermercado do Pingo Doce em mais de 100 cidades onde está presente. Agora reforça parceria com cadeia do grupo Jerónimo Martins na área das entregas de parafarmácia.

O Pingo Doce começou a vender medicamentos não sujeitos a receita médica (OTC) através do Mercadão, marketplace que assegura entrega rápidas em casa. Entregas estão disponíveis em várias zonas da Grande Lisboa, Grande Porto e Aveiro.

"Numa altura em que a saúde e a acessibilidade a medicamentos constituiu uma prioridade para todos os portugueses, o Pingo Doce reforçou a sua oferta no canal online, através do Mercadão, e passou a comercializar medicamentos não sujeitos a receita médica. Assim, os clientes do Pingo Doce podem concentrar as suas compras de bens alimentares e medicamentos, numa única transação online, com toda a conveniência", justifica Rita Cardoso, diretora comercial das Parafarmácias Bem Estar, do Pingo Doce, citada em nota de imprensa.

O Mercadão, através dos personal shoppers, já assegura entregas de compras de supermercado do Pingo Doce em mais de 100 cidades onde está presente. Agora reforça parceria com cadeia do grupo Jerónimo Martins na área das entregas de parafarmácia.

A nova loja online de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica, no Mercadão, está disponível para clientes residentes em Alverca, Amadora, Aveiro, Barreiro, Braga, Espinho, Lisboa, Loures, Maia, Malveira, Mindelo, Penafiel, Porto, Póvoa de Varzim, Quinta do Conde, Santarém, Sintra, Santa Maria da Feira, Valongo, Vila do Conde, Vila Verde e Vila Nova de Gaia, com entregas a partir de duas horas. Na fase de lançamento as entregas são gratuitas para compras acima dos 10 euros.

As compras de medicamentos podem ser feitas "através de uma única encomenda que junte várias lojas", sejam compras de supermercado, brinquedos ou medicamentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de