Pingo Doce já tem à venda máscaras descartáveis. Na Madeira só no sábado

Venda na rede de lojas surge num momento em que o Governo se prepara para anunciar a reabertura faseada da economia findo o Estado de Emergência.

O Pingo Doce já tem à venda máscaras descartáveis nas mais de 400 lojas espalhadas pelo país. Na Madeira este equipamento de proteção começa a ser vendido nos supermercados da cadeia da Jerónimo Martins a partir de sábado. O anúncio surge no mesmo dia em que o Governo se prepara para anunciar a reabertura faseada da economia, findo o Estado de Emergência decretado na sequência da pandemia do Covid-19.

As máscaras, vendidas em caixas de 50 unidades, terão um preço de venda de 21,94 euros, valor a que se deve juntar o IVA, atualmente a 23%, mas que será atualizado para 6% assim que for publicado o respetivo diploma legal em Diário da República. As máscaras são constituídas por três camadas de proteção, tendo elásticos laterais facilmente ajustáveis.

"Face à grande procura que está a ser registada, o Pingo Doce continua empenhado em disponibilizar estas e outras soluções de proteção individual, a preços mais acessíveis", refere a cadeia em nota de imprensa.

Esta semana, a Sonae também anunciou que vai passar a vender máscaras têxteis reutilizáveis desenvolvidas em Portugal. O equipamento resulta de uma parceria com a Estamparia Adalberto, o centro tecnológico Citeve, o Instituto de Medicina Molecular da Universidade de Lisboa e a Universidade do Minho.

Com um custo individual de 10 euros, este produto está já disponível na loja online da marca MO (www.mo-online.com) e inclui a entrega gratuita. Vai estar, ainda esta semana, à venda nas lojas físicas de outras insígnias da Sonae, como a Well’s e o Continente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de