Plataforma financeira compra estúdio digital do Porto e vai contratar 60 pessoas

Norte-americana Uphold vai integrar os 21 engenheiros e designers da agência Moxy, que em 2019 ganhou o prémio de melhor site para telemóveis do mundo. Em conjunto, as duas empresas vão trabalhar na nova estrutura de interação com o retalho.

O talento português voltou a dar cartas no estrangeiro e foi motivo suficiente para mais uma aquisição no ecossistema tecnológico nacional. A plataforma financeira norte-americana Uphold comprou o estúdio digital Moxy, do Porto, segundo o anúncio feito esta terça-feira. Não foi revelado o montante da transação.

Além da integração dos 21 trabalhadores da Moxy, a Uphold prepara-se também para recrutar mais 60 engenheiros de software e designers em Portugal ao longo dos próximos meses.

Também os três sócios fundadores da Moxy vão passar para a Uphold: Marco Oliveira (o até agora líder da agência) será o responsável de inovação; Filipe Dias vai liderar o departamento de entrega de produto; André Cruz vai tomar tomar conta de todo o design e da estrutura da plataforma norte-americana.

Os mais de 30 prémios e menções honrosas conquistados pela agência digital do Porto nos últimos anos chamaram a atenção da Uphold. Um dos galardões foi atribuído em 2019, para melhor site para telemóveis do mundo, atribuído nos Awwwards.

O estúdio português nasceu no final de 2016. Na altura, Marco, André e Filipe tinham acabado de sair do serviço de música Baboom, que também tinha um escritório na cidade Invicta.

A empresa norte-americana permite a qualquer pessoa, através de uma aplicação móvel, comprar criptomoedas e frações de ações norte-americanas, ter acesso aos mercados cambiais, de metais preciosos e ainda de créditos de carbono. A nível mundial, concorre com fintech como Coinbase e Revolut.

Atualmente, a plataforma tem o equivalente a 3,730 mil milhões de dólares (3,140 mil milhões de euros) em ativos sob gestão e que pertencem a mais de oito milhões de consumidores, de 150 países. A Uphold tem reservas de 3,736 mil milhões de dólares: ou seja, em caso de problema, a empresa consegue cobrir todos os ativos e ainda sobram alguns milhões.

"Estou entusiasmado por me juntar à equipa da Uphold e entusiasmado para ver o que vamos conseguir conquistar juntos. A Moxy começou com uma mão cheia de programadores e engenheiros dedicados, com foco no comércio eletrónico, acabando por focar-se na internet descentralizada. Planeamos continuar a explorar este cruzamento entre design e engenharia", salienta Marco Oliveira, citado em comunicado.

O responsável de operações da Uphold, Simon Mcloughlin, destaca que a compra da Moxy "chega numa altura de desenvolvimento" da empresa e que "permitirá simplificar a interface da plataforma" para os consumidores.

Esta é a segunda vez que a tecnológica norte-americana compra uma empresa portuguesa. Em maio de 2019, a Uphold comprou a startup de Braga Scytale.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG