Coronavírus

Plataforma Vent2life quer identificar e reabilitar ventiladores inativos

(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

A plataforma vent2life permite que as entidades interessadas possam indicar ventiladores que esteja na sua posse e que possam ser reabilitados.

A plataforma vent2life.eu foi lançada pelo movimento #ProjectOpenAir. A ideia é que todas as entidades interessadas, sejam elas empresas públicas ou privadas, possam identificar ventiladores ou equipamentos que tenham e que não estejam a ser utilizados ou que precisem de reparação. A ideia é que, depois de reabilitados, estes ventiladores possam ser usados para reforçar unidades de saúde.

Os fundadores deste movimento estimam que exista a possibilidade de recuperar 200 ventiladores, em diferentes locais do país – sendo que alguns até já foram identificados e estão a ser analisados por especialistas.

A ideia é que, através desta plataforma, seja criada a ligação entre doadores de equipamentos, especialistas capazes de reabilitar o equipamento e, por fim, as unidades de saúde que necessita de ventiladores.

“Os especialistas foram convidados a participar pela Ordem dos Engenheiros Portugueses, pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto e pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, que desde cedo se prontificaram a ajudar na concretização do projeto. Também a Nova Medical School se juntou à iniciativa, mobilizando as escolas médicas portuguesas para apoiarem no contacto mais eficaz com as administrações hospitalares”, é indicado, através de comunicado de imprensa.

Quem quiser identificar os ventiladores precisa de ir ao site da iniciativa e preencher um formulário. Os especialistas que queiram ajudar com a avaliação dos equipamentos precisam de mostrar provas das competências. A avaliação é, mais tarde, feita pela equipa da vent2life.

A nova plataforma foi criada numa semana, por um grupo de 24 voluntários que, mais tarde, foi reforçado com uma equipa da portuguesa OutSystems, também em regime de voluntariado.

O Projeto Open Air é o resultado de um movimento que começou nas redes sociais e reuniu uma comunidade de voluntários com o único objetivo de servir a humanidade na sua luta contra a covid-19. O Projeto Open Air está a concentrar os seus esforços na implementação local de algumas soluções que, no devido tempo, se bem-sucedidas, poderão ser implementadas a nível global.

Veja também: CEiiA está a trabalhar no desenvolvimento de um protótipo de ventilador

“O CEiiA [o Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automóvel, localizado em Matosinhos] está neste momento a trabalhar a 100% para permitir criarmos um protótipo de ventilador”, indicou António Costa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Bruxelas agrava projeção de contração em Portugal para 9,8%

Fotografia: Orlando Almeida/ Global Imagens.

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

Comissão Europeia, Bruxelas (REUTERS)

Bruxelas revê estimativas. Economia da zona euro deverá recuar 8,7% em 2020

Plataforma Vent2life quer identificar e reabilitar ventiladores inativos