Reclamações

Portal da queixa recebe 7.000 reclamações por mês

Pacotes de telecomunicações são as últimas contas que deixam de pagar

A plataforma tecnológica já conta com 168 mil utilizadores registados e quase 4.000 marcas e entidades públicas aderentes.

O portal da queixa, que tem como principal missão dinamizar o contacto entre os consumidores e as marcas, recebe em média 7.000 reclamações por mês, a maioria das quais visa as operadoras de telecomunicações, empresas de transporte e logística, e entidades públicas.

A plataforma tecnológica, que já conta com 168 mil utilizadores registados e quase 4.000 marcas e entidades públicas aderentes, desde 2009, ano da sua criação, já registou mais de 130 mil queixas.

Pedro Lourenço, diretor executivo e fundador do Portal da Queixa, explica que a visão por detrás desta plataforma, única na Europa, “deve-se ao facto de se ter deparado com uma reclamação não resolvida, através dos canais tradicionais da marca, e ter identificado de imediato uma lacuna”.

Surgiu, assim, a ideia “de criar uma solução que fosse ao encontro das necessidades e respostas dos consumidores e que, simultaneamente, pudesse assegurar a boa imagem e reputação das marcas”. O responsável decidiu então “apostar num canal online que inovasse o panorama nacional em matéria do consumo, aproximando os consumidores das marcas”.

“O facto de uma marca ter reclamações é uma consequência natural da sua presença no mercado. Agora, quando um cliente reclama de um produto ou serviço, é expectável que ambas as partes (marca e consumidor) iniciem um processo relacional, com vista a encontrar a solução para o problema apresentado”, explica a plataforma em comunicado.

O Portal da Queixa tem como missão facilitar a comunicação entre os intervenientes de modo a passar “Do Problema à Solução”, que tem por base uma taxa de resolução de reclamações superior a 97%.

Este entendimento permite, por um lado, que os consumidores consigam resolver as suas insatisfações no consumo e por outro, que as marcas demonstrem que estão próximas dos seus clientes, resolvendo os seus problemas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

A área alimentar gerou vendas históricas de quatro mil milhões de euros. Fotografia: D.R.

Sonae atinge vendas recorde de 6,3 mil milhões com impulso do Natal

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Portal da queixa recebe 7.000 reclamações por mês