Atividade portuária

Porto de Sines lança novo modelo de gestão de mercadorias em 2019

O modelo rodoviário vai reduzir o tempo de operações, melhorar a eficiência na alocação e utilização de recursos do terminal e dos transportadores.

Um novo modelo de entrega e recolha de mercadorias, por modo rodoviário, vai ser lançado, no início de 2019, no terminal de contentores do porto de Sines (Setúbal), com o objetivo de reduzir o tempo das operações.

De acordo com um comunicado esta quarta-feira divulgado pela Administração do Porto de Sines (APS), o novo modelo permitirá “o ordenamento dos acessos ao terminal”, melhorando a sinalização, a criação de zonas de espera para veículos pesados e o controlo de identidade e confirmação de autorização no acesso dos motoristas ao terminal do porto alentejano.

Com a entrada em funcionamento do novo modelo, a PSA Sines, concessionária do terminal de contentores do porto, prevê “reduzir os tempos de operação” e “potenciar uma maior eficiência na alocação” e “utilização de recursos do terminal e dos transportadores”.

O projeto-piloto vai contar com o contributo de algumas empresas transportadoras, do concessionário do terminal e das autoridades competentes, tendo sido apresentado aos vários “stakeholders” num evento que se realizou esta semana e que contou com a presença de cerca de 50 representantes do setor.

“Numa fase seguinte, o modelo poderá ser alargado a outros transportadores e instalações portuárias”, refere a APS, considerando que o projeto “contribuirá para a melhoria das condições de competitividade” do porto de Sines e do “serviço prestado aos clientes”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

ISEG estima queda do PIB entre 8% e 10% este ano

António Mota, fundador da Mota-Engil. Fotografia: D.R.

Mota-Engil é a única portuguesa entre as 100 maiores cotadas do setor

António Rios Amorim, CEO da Corticeira Amorim. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Lucros da Corticeira Amorim caíram 15,1% para 34,3 milhões no primeiro semestre

Porto de Sines lança novo modelo de gestão de mercadorias em 2019