mobilidade

Porto: Trotinetas e bicicletas partilhadas a partir de segunda

Avenida da Boavista vai ter um dos 210 pontos de partilha para estacionar as trotinetas/bicicletas partilhadas na cidade do Porto. 
(Pedro Kirilos / Global Imagens)
Avenida da Boavista vai ter um dos 210 pontos de partilha para estacionar as trotinetas/bicicletas partilhadas na cidade do Porto. (Pedro Kirilos / Global Imagens)

Município liderado por Rui Moreira anunciou mais 35 quilómetros para rede de ciclovias ou percursos cicláveis até ao final deste ano.

Segunda-feira 1 de junho é a data marcada para o início do sistema de partilha de bicicletas e de trotinetas na cidade do Porto. O município liderado por Rui Moreira apresentou esta sexta-feira várias medidas para promover modos de mobilidade suave e que incluem a ampliação, em 35 quilómetros, da rede de ciclovias e de percursos cicláveis da cidade. Até ao final deste ano, esta rede passará a contar com 54 quilómetros.

O lançamento da partilha de bicicletas e de trotinetas estava inicialmente marcado para 15 de março mas a pandemia do novo coronavírus travou os planos de lançamento muito perto da data.

No Porto, serão partilhadas até um total de 2100 bicicletas e trotinetas elétricas, a cabo de três operadores: Hive, Bird e Circ. Estas empresas ficaram com as três licenças atribuídas pela câmara do Porto em leilão realizado dia 11 de fevereiro. Ficam autorizadas a partilhar estes veículos por um período de cinco anos, não renovável. O Porto foi a primeira cidade a promover um leilão para atribuição de licença de partilha deste meio de transporte.

Na cidade, haverá 210 pontos de partilha, que foram marcados pela cidade durante o período de confinamento. “Até ao final do mês de junho, acredito que a disponibilidade será total”, assinalou a vereadora dos Transportes, Cristina Pimentel, durante a apresentação das medidas, citada pela página oficial da câmara do Porto.

Os veículos partilhados só poderão circular na cidade entre as 6 e as 22 horas. A recolha é obrigatória e diária, “no menor tempo possível após as 22 horas para manutenção”. Todos os veículos para recolher as trotinetas/bicicletas partilhadas terão de ser elétricos.
Os veículos poderão circular nas ciclovias e ruas da cidade, exceto nos espaços onde passa o metro, túneis, corredores BUS, na VCI, na Avenida AEP e nas pontes do Freixo, D. Luís I e Arrábida.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. (ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA)

Marcelo diz que revisão do défice “traduz bem a crise brutal”

Porto: Trotinetas e bicicletas partilhadas a partir de segunda