Portojóia 2015 prepara mostra de nova ourivesaria "exclusiva"

E se lhe dissermos que pode haver ourivesaria em "tudo", além das jóias? Mobiliário, roupa, sapatos e vinhos vão apresentar, pela primeira vez, colaborações exclusivas com ourives na 26ª edição da Portojóia, que se realiza nos próximos dias 24 a 27 de setembro, na Exponor.

"Não podemos revelar já tudo o que pretendemos, mas temos uma ideia para associar um trabalho de ourivesaria a um dos nossos vinhos super premium, de uma colheita de 1863, para uma edição limitada com menos de mil unidades", desvendou Hugo Fernandes, da Taylor's, durante a apresentação da Portojóia 215, referindo-se à parceria com a Rare, uma empresa de alta joalharia de Avintes.

Amélia Monteiro, diretora da Portojóia, sublinha que a edição deste ano quer "estimular o mercado, promovendo novas tendências do setor", além de "aumentar as sinergias com a moda e a decoração, juntando a ourivesaria a setores da moda, da decoração e dos vinhos". Este ano, o certame espera um aumento de expositores, de cerca de 80 para perto de 100, devido ao "regresso de cerca de uma dezena de empresas tradicionais" que estiveram afastadas da feira "durante alguns anos", adianta Fátima Santos, diretora geral da Associação da Ourivesaria e Relojoaria de Portugal (AORP).

Este vai ser, também, o certame mais internacional de sempre, graças ao prémio Portojóia Design, a anunciar durante a feira. "Este ano, disparou o número de candidatos porque conseguiu atrair jovens talentos internacionais", revela Fátima Santos.

A preocupação da AORP com a integração dos jovens ourives no mercado de trabalho culminou, ainda, na criação da Academia Portojóia - um projeto em parceria com a Uptec e a Porto Fashion Makers que atribuirá a três autores de melhores projetos de negócio no setor uma formação de seis meses na incubadora de indústrias criativas, com acompanhamento e mentoria especializada de empresários do setor.

Nos dois dias que antecedem a abertura da feira, a 22 e 23 de setembro, os expositores poderão ainda beneficiar da nova zona de encontros de negócio criada pela Portojóia para colocar as empresas portuguesas em contacto com compradores internacionais. Este ano, estarão presentes representantes dos EUA, do Reino Unido, de França, de Espanha e da Polónia.

O setor da ourivesaria vale mil milhões de euros em Portugal, de acordo com os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística, representando quase cinco mil empresas localizadas principalmente no Norte (44%), em Lisboa (24%) e no Centro (21%).

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de