Portugal terá este ano o maior número de insolvências da Europa

Exportações aceleram
Exportações aceleram

Um estudo da Euler Hermes prevê um aumento de 25% do número de empresas a falirem em Portugal durante este ano. Segundo um relatório hoje divulgado, o número de empresas portuguesas a fechar as portas será dos mais elevados da Europa, apenas comparável ao número de encerramentos na Grécia, cuja subida prevista é também de 25%.

Em Espanha prevê-se que o número de falências aumente 20% e em Itália, o número deverá crescer 17%. As previsões confirmam os efeitos da crise, onde os países dos Sul da Europa voltam a ser os mais afectados.

No norte da Europa o número de insolvências será o mais reduzido (+4%), motivado pela maior solidez das economias em questão. Na Alemanha atingirá mesmo valores negativos, -2%.

Para a zona euro as previsões são mais positivas estimando-se um aumento das falências das empresas de 7%.

Segundo a Heuler Hermes, na zona euro, “várias companhias têm esgotado as suas capacidades para realizar ajustamentos. A impossibilidade de anular a baixa procura através de um aumento dos preços é dificultada pelas dificuldades financeiras”, avisa a organização.

No ano passado o número de insolvências a nível global caiu 3%, para este ano a empresa espera que aumente 4%, a nível global.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Biedronka assegura 68% das vendas; Pingo Doce 24%

Jerónimo Martins vai impugnar coima de 24 milhões na Polónia

Parque Eólico

EDP Renováveis vende sete parques eólicos à Finerge em Espanha

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução.

Fundo de Resolução diz que comprador da GNB tinha a proposta “mais atrativa”

Portugal terá este ano o maior número de insolvências da Europa