Smart cities

Português gere estratégia mundial de smart cities da Deloitte

Miguel Eiras Antunes, sócio da Deloitte no mercado português. (Filipe Amorim / Global Imagens)
Miguel Eiras Antunes, sócio da Deloitte no mercado português. (Filipe Amorim / Global Imagens) Miguel Eiras Antunes, sócio da Deloitte no mercado português. (Filipe Amorim / Global Imagens)

Até aqui apenas sócio da Deloitte Portugal, Miguel Eiras Antunes vai tomar da estratégia de cidades inteligentes da consultoria.

Há um português que vai assumir a estratégia mundial de cidades inteligentes da Deloitte. Miguel Eiras Antunes foi o escolhido para tomar conta da área de smart cities desta consultora internacional, segundo nota de imprensa divulgada esta segunda-feira.

“É um importante desafio e o reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver, ao longo dos últimos anos, em Portugal em matéria de cidades inteligentes, e que tem, inclusivamente, servido de referência a uma escala mundial”, refere o gestor, citado em nota de imprensa.

Eiras Antunes acrescenta que esta área tem um “potencial de crescimento enorme” e que ” procura conciliar três vertentes essenciais de uma cidade: o desenvolvimento económico; a sustentabilidade e a qualidade de vida dos seus cidadãos.

O gestor vai acumular este cargo internacional com a liderança, em Portugal, das áreas de Governação & Serviços Públicos, Transportes, Serviços e Automóvel da Deloitte.

Miguel Eiras Antunes é “formado em Economia e Gestão Empresarial pela Universidade Católica Portuguesa, Miguel Eiras Antunes integra a Deloitte há mais de 23 anos. Ao longo do seu percurso liderou diversos projetos de consultoria estratégica em múltiplas indústrias e áreas de conhecimento, com destaque, nos últimos anos para os setores público, transportes, saúde e turismo”, acrescenta o documento.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Economia portuguesa afunda 16,3% entre abril e junho

Visitantes na Festa do Avante.

Avante!: PCP reduz lotação a um terço, só vão entrar até 33 mil pessoas por dia

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

Mais 235 infetados e duas mortes por covid-19 em Portugal. Números baixam

Português gere estratégia mundial de smart cities da Deloitte