Portuguesa Networkme entra em Espanha e quer chegar a 300 mil alunos

Startup que ajuda estudantes a descobrirem uma carreira e os liga às empresas investe um milhão de euros na expansão da plataforma para Espanha.

A Networkme, plataforma que ajuda jovens a descobrirem que carreira seguir e as empresas a recrutarem talento jovem, anuncia a expansão para Espanha e quer chegar aos 300 mil alunos até setembro de 2023. A startup portuguesa investe um milhão de euros na expansão da plataforma para o mercado espanhol, anuncia em comunicado.

"A taxa de desemprego jovem em Espanha, que chegou a rondar os 40% durante a pandemia e a necessidade das empresas parceiras portuguesas em atrair talento jovem", são os motivos que levaram à internacionalização na vizinha Espanha, explica a startup.

O Co-fundador e CEO da Networkme, Felipe Vieira, afirma que "além da proximidade geográfica e de muitos dos nossos clientes terem também a necessidade de atração de talento jovem em Espanha, o desemprego jovem neste país foi fortemente afetado pela pandemia, pelo que temos aqui a oportunidade de criar um impacto imensamente positivo".

Recentemente, a Networkme contratou Mariana Saragoça para o cargo de customer success manager, que está focada na expansão da plataforma, angariação de novos clientes, mantendo e melhorando as relações com os utilizadores, clientes e parceiros atuais.

Mesmo com o recrutamento no país vizinho, a sede e os planos de recrutamento mantêm-se em Portugal. No entanto, avançam que a "criação de serviços transversais para todos os futuros mercados" está nos planos da portuguesa.

Com a base de estudantes a crescer na ordem dos 25% ao mês, até aos atuais 20 mil jovens, no fim deste mês, a plataforma prevê continuar com o mesmo ritmo de crescimento e com os avanços em Espanha. A Networkme trabalha com mais de 50 empresa, como a Sonae, Lidl, NOS, BNP Paribas e, o mais recente, o grupo Moongy, uma empresa de consultoria da europa, lê-se na mesma nota.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de