Portugueses apostam quase 600 mil euros por hora em jogos online

O Estado arrecadou 68,3 milhões de euros em impostos, uma subida de 19,2%, face até setembro do ano passado.

Em ano de pandemia, confinados em casa, os portugueses apostaram em média 598,7 mil euros por hora, elevando para cerca de 4 mil milhões de euros em jogos até setembro, uma subida de 63,1% face aos primeiros nove meses do ano passado, segundo os dados divulgadas esta quarta-feira pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ). Estado arrecadou mais 68 milhões de euros em impostos.

Até setembro apostou-se 3.937,3 milhões de euros nos jogos online, com o maior contributo dos jogos de fortuna e azar, que acumularam 3.474,6 milhões de euros em apostas, o que corresponde a uma subida de 68,9%, beneficiando do fecho temporário dos casinos e salas de jogo.

Os portugueses jogaram 462,7 milhões de euros em jogos de apostas desportivas à cota, mais 29,4%, apesar de a área ter sido penalizada pela suspensão das competições desportivas devido à pandemia.

Operadores viram a receita bruta - valor sem os prémios atribuídos aos apostadores - subir 48,7%, para 223,1 milhões, com a maior fatia a vir dos jogos da fortuna e azar: receitas de 125,4 milhões até setembro, valor que já suplanta os 108,3 milhões obtidos em 2019.

Nas apostas desportivas à cota, os operadores obtiveram 97,8 milhões de euros de receitas brutas, uma subida 32,7% face aos primeiros nove meses do ano passado.

O Estado arrecadou 68,3 milhões de euros em impostos, uma subida de 19,2%, face até setembro do ano passado no valor arrecadado em imposto especial sobre o jogo online (IEJO).

(por lapso o título não estava correto - valor é em milhares de euros e não milhões)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de