banca

Portugueses da Feedzai prevêem risco no banco Citi

Feedzai em destaque na Money 20/20 2017.
Feedzai em destaque na Money 20/20 2017.

Tecnológica portuguesa assinou contrato com o banco norte-americano para solução de inteligência artificial que será produzida em 2019

A empresa portuguesa Feedzai assinou contrato com o Citi para fornecer a sua tecnologia de monitorização de risco baseada em inteligência artificial ao banco norte-americano, através da unidade Treasury and Trade Solutions.

“O negócio com o CitiBank é mais um passo na conquista do mercado norte-americano e global”, disse o presidente executivo (CEO) da Feedzai, Nuno Sebastião, à Lusa, frisando que o alcance internacional da parceria “demonstra bem a confiança” que as instituições têm na tecnologia e equipas de engenharia da empresa.

O acordo prevê que a tecnologia da Feedzai seja integrada com os serviços e plataformas proprietárias do Citi, com o objetivo de dar aos clientes do banco “maior controlo” e gestão de risco nas transações que envolvem pagamentos. A solução deverá estar em produção já em 2019.

A integração da tecnologia da Feedzai na instituição financeira acontece dois anos depois do braço de investimento do Citi Ventures ter começado a injetar capital na empresa em 2016, operação que repetiu em 2017.

O foco do Citi é mitigar os riscos associados a ciberataques numa altura em que muitos pagamentos são instantâneos e os clientes da banca têm menor tolerância para esperar pelo seu processamento, habituados à rapidez de serviços como Venmo e Apple Pay Cash.

Nuno Sebastião refere que o Citi é “um dos bancos mais bem-sucedidos do mundo” porque “investe na experiência dos clientes”.

A tecnologia de aprendizagem de máquina da Feedzai vai ajustar automaticamente os controlos para monitorizar discrepâncias e mudanças no comportamento de pagamentos dos clientes, permitindo a identificação de anomalias antes de autorizar transações.

A empresa especializou-se em inteligência artificial para prevenir fraudes e levantou várias rondas de investimento, incluindo 42 milhões de euros em outubro de 2017 com a participação do Citi Ventures.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, fala perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

Constâncio: Risco para a estabilidade no crédito a Berardo era “problema da CGD”

Outros conteúdos GMG
Portugueses da Feedzai prevêem risco no banco Citi