banca

Portugueses queixam-se cada vez mais de fraude bancária

Fotografia: Reinaldo Rodrigues/ Global Imagens.
Fotografia: Reinaldo Rodrigues/ Global Imagens.

Denúncias no Banco de Portugal praticamente duplicaram em 2018 face a 2017. PGR abriu 284 inquéritos por burla com fraude bancária.

Os portugueses estão a apresentar cada vez mais queixas por fraude bancária. Em causa estão os problemas com o crédito fácil, que está associado à prática de crimes como usura, burla, fraude fiscal, falsificação, ameaça e extorsão. Esta situação levou mesmo o Banco de Portugal a emitir um “alerta público” sobre esta situação.

O supervisor bancário registou 60 queixas por fraude bancária em 2018, praticamente o dobro face a 2017 (35 queixas), escreve esta quarta-feira o jornal Público. O Banco de Portugal, com estas denúncias, fez 20 comunicações junto da Procuradoria-Geral da República: “cada comunicação pode ter como objeto indícios da prática de diversos ilícitos criminais por várias pessoas”, explicou fonte oficial ao mesmo jornal.

A própria PGR diz que no ano passado registou 284 inquéritos por burla com fraude bancária. Não foram adiantados dados em relação ao ano de 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Portugueses queixam-se cada vez mais de fraude bancária