Coronavírus

Portugueses voltam a fazer chamadas fixas. Aumento chegou até 133%

(Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
(Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Dados da Altice e da NOS apontam para um significativo aumento do uso de telecomunicações, com maior aumento chamadas fixas. Mas OTT disparam.

Ao longo da última semana, os operadores de telecomunicações têm vindo a sentir um significativo aumento do consumo, especialmente no tráfego de dados de chamadas de voz fixas. Consumo de conteúdos de video on demand e em streaming disparou com um número significativo de portugueses em casa.

Em comparação com a semana anterior (de 9 a 15 de março), a última semana representou um aumento nos consumos de comunicações, tanto para a Altice como a para a NOS. É na área de tráfego de voz residencial que se regista um maior aumento de utilização: para a Altice, foi sentido um aumento de 80% na semana passada, comparando com a semana de 9 a 15 de março. Já a NOS registou um aumento de 133% no tráfego de chamadas através da rede fixa, com o pico de utilização às 19 horas.

Em dados enviados ao Dinheiro Vivo, a dona da Meo aponta um crescimento do tráfego de internet residencial de 35%, em comparação com a semana de 9 a 15 de março. Já na NOS, o tráfego de dados de rede fixa “registou um crescimento na ordem dos 70%, com o período de maior utilização a registar-se pelas 19h00, crescendo 35% à hora de pico”.

Leia ainda: Consumo de televisão sobe 28% com a pandemia de Covid-19

Também o tráfego de dados móveis cresceu no caso destes dois operadores. Para a Altice, foi registado um crescimento de 10%. Na NOS, o aumento ascende aos 45% entre uma semana e a outra, com o pico de maior utilização registado entre as 21 e as 23h.

Já em relação ao tráfego de voz móvel, a Altice aponta para um crescimento de 30% entre estas duas semanas de março. No caso da NOS, o tráfego de voz móvel aumentou 41%, com o maior pico de utilização a registar-se entre as 16h e as 20h.

A Altice aponta ainda um aumento do tempo de visualização de canais de televisão – mais 15% entre as duas semanas. O serviço de VoD (Video on demand) aumentou 75%. A empresa indica ainda que o crescimento de consumo de OTT (sem especificar os canais) chegou aos 45%.

Também a Vodafone tem vindo a registar subidas de consumos nesta fase de Covid-16.

“Desde o início da segunda quinzena de março que se verificaram alterações significativas no comportamento da rede da Vodafone Portugal, com volumes de tráfego expressivos, quer na rede fixa quer na rede móvel”, diz a operadora.

“Em linha com o seu plano de continuidade de negócio – cujo objetivo é garantir que a Empresa consegue entregar um serviço de qualidade aos seus clientes independentemente das circunstâncias –, a empresa reforçou a monitorização das suas redes e adotou medidas de otimização das mesmas, garantindo a capacidade de escoamento do tráfego todo, sem nunca comprometer a qualidade do serviço”, refere a companhia.

“O dia 16 de março, data em que as escolas encerraram, foi o ponto de partida para analisar o que esperamos vir a ser o comportamento da rede Vodafone ao longo dos próximos tempos”, refere a companhia.

“Assim, no período entre os dias 16 e 22 de março, a Vodafone tem a salientar o aumento de 67% no tráfego de dados na rede fixa, bem como o crescimento do consumos de serviços de streaming OTT (over the top) de 25%. A par disso, a voz móvel também registou um aumento de 41%, enquanto a internet no telemóvel um crescimento de 8%.”

(notícia atualizada às 17h04 com dados de consumo da Vodafone)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Portugueses voltam a fazer chamadas fixas. Aumento chegou até 133%