Imobiliário

Preço das casas usadas sobe 3,3% no primeiro trimestre

Foto: Gustavo Bom/Global Imagens
Foto: Gustavo Bom/Global Imagens

Guarda é a cidade do País que pratica os preços de venda de imóveis mais baixos.

No arranque do ano, nova subida. As casas continuam a valorizar e, de acordo com o Índice apurado pelo Idealista, no primeiro trimestre deste ano, os preços aumentaram em 15 de 24 distritos do País.

Entre janeiro e março, o valor das casas usadas subiu 3,3%, com o metro quadrado a fixar-se em 1849 euros. Os valores mais elevados continuam a verificar-se em Lisboa, onde a média é de 3002 euros o m2, mas não é neste distrito que os preços mais aumentam – é no Norte.

No Porto, os preços subiram 4,6%, seguido por Castelo Branco (4%) e da Madeira (3,6%). Em Lisboa (distrito), as casas valorizaram-se 2,2%, enquanto no Algarve avançou 0,6% e no Alentejo 0,5%.

Na Terceira e Pico (Açores) e em Leiria houve uma desvalorização de preços no primeiro trimestre do ano.

Se olharmos para os valores por cidade, é possível perceber que Lisboa se mantém como local mais caro para comprar cassas (4263 euros/ m2), seguida pelo Porto (2677 euros) e por Faro (1753 euros).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

António Costa Silva
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Costa Silva defende retoma da alta velocidade e novo aeroporto

Preço das casas usadas sobe 3,3% no primeiro trimestre