Empresas

Presidente dos CTT recebe prémio internacional de liderança na indústria postal

Para o Presidente este prémio também é o reflexo de uma' empresa com os olhos postos no futuro, sem esquecer a herança do seu passado".

O atual Presidente Executivo dos CTT, Francisco de Lacerda, foi distinguido esta terça-feira com o prémio de liderança na indústria postal e de encomendas ‘Industry Leadership 2018’, no evento internacional World Post & Parcel Awards 2018, pelo trabalho desenvolvido desde que assumiu as funções de liderança em 2012. Nunca tinha sido atribuído a Portugal e para o Presidente, o prémio também é “o reconhecimento do trabalho dos 12 mil colaboradores que contribuem todos os dias para a transformação dos CTT”.

Desde que é Presidente nos CTT, a empresa foi privatizada, é cotada em bolsa, diversificou as áreas de negócio e lançou o serviço Banco CTT, alguns fatores que motivaram a decisão do júri. O foco na inovação, na modernização das infraestruturas e o reforço da eficiência e qualidade de serviço, também foi destacado.

Francisco de Lacerda mostrou-se honrado e destacou o papel dos trabalhadores que contribuem para ‘uma empresa com os olhos postos no futuro, sem esquecer a herança do seu passado’.

O mesmo prémio já foi entregue a CEO’s como Philippe Wahl, do grupo La Poste (França), Frank Appel, da alemã Deutsche Post DHL, Moya Green, do britânico Royal Mail e Herna Verhagen, do serviço postal holandês PostNL.

Os CTT empregam 11.715 pessoas em Portugal e operam uma rede de 2369 pontos de acesso a que se juntam 4394 agentes Payshop. Em 2017, obtiveram rendimentos operacionais de 697,9 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
avião da TAP em Faro

TAP. Azul cede e nacionalização evitada durante a madrugada

tap lay-off

Plano para salvar a TAP sem nacionalizar custava mais que 4 meses de lay-off

Fotografia: D.R.

Supers voltam a reajustar horários das lojas na Grande Lisboa

Presidente dos CTT recebe prémio internacional de liderança na indústria postal