media

Prisa. Monzón rejeita substituir Cebrián na liderança do grupo do El País

Juan Luis Cebrián 

Fotografia: Andrea Comas / Reuters
Juan Luis Cebrián Fotografia: Andrea Comas / Reuters

Javier Monzón rejeitou substituir Juan Luis Cebrián na liderança do grupo Prisa, os donos do El País e da Media Capital, noticia o El Confidencial.

O gestor tinha sido propostos pelos acionistas do grupo de media fundado pela família Polanco como condição para aprovar o novo plano de reestruturação que seria discutido esta sexta-feira em reunião do conselho de administração e que previa a aprovação de um aumento de capital de 500 milhões de euros.

A nomeação do ex-CEO da Indra e consultor do Santander contava com a aprovação de Cebrián, que manter-se-ia como presidente honorífico do El País. De acordo com o jornal espanhol, Monzón terá rejeitado o convite depois de Cebrián ter alterado à última hora alguns dos detalhes do plano de sucessão.

Na quarta-feira a Prisa comunicou à Comissão Nacional de Mercado de Valores (CNVM) que estava a estudar “diferentes alternativas” para reduzir a sua dívida, em concreto um aumento de capital até 500 milhões de euros. Montante necessário para fazer face à dívida de 1,548 mil milhões de euros, dos quais 956 milhões vencem em 12 meses. Com esta rejeição de Monzón não é claro se os acionistas irão aprovar esta nova injeção de capital.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Leonardo Negrão/Global Imagens

Trabalhadores destacados vão ganhar o salário do país de acolhimento

Tribunal. Fotografia: PAULO SPRANGER/Global Imagens

Rede suspeita de lavar 150 ME com ajuda de bancários conhece hoje acórdão

Fotografia: Nacho Doce/Reuters

Oi. “Centenas” de obrigacionistas portugueses não conseguiram fechar acordo

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Prisa. Monzón rejeita substituir Cebrián na liderança do grupo do El País