Procura de serviços cloud da Microsoft cresceu 755% com a pandemia

A tecnológica vai fazer alguns ajustes a serviços como o Teams ou à rede Xbox, para enfrentar este aumento da procura.

A Microsoft está a enfrentar um significativo aumento da procura de serviços cloud devido ao contexto de pandemia que o mundo atravessa. Com mais pessoas em isolamento, alguns dos serviços da tecnológica americana estão a crescer a olhos vistos - a plataforma Teams, por exemplo, já ganhou 12 milhões de utilizadores devido ao teletrabalho.

Mas não é a só a Teams que está a crescer. Conforme explica uma publicação no blog da Microsoft, ao longo da última semana a tecnológica tem visto "um aumento de 775% dos serviços de cloud em regiões que estão e isolamento". A Microsoft refere que áreas como a Europa do Norte, Europa Ocidental, Sul do Reino Unido, França, Leste da Ásia, Sul da Índia ou Sul do Brasil são as regiões de maior crescimento. Também a área de Virtual Desktop tem crescido - a tecnológica refere que, na última semana, o uso desta ferramenta mais do que triplicou. A nível governamental, também o uso de ferramentas Power BI para partilhar dados sobre a covid-19 com os cidadãos aumentou 42% numa semana.

Com este significativo aumento da procura de serviços, a Microsoft aponta algumas estratégias para garantir a continuidade do serviço. Já tinha sido anunciado que seria dada prioridade a organizações ligadas à área da saúde e segurança, para garantir que os serviços estão disponíveis para quem mais precisa neste momento de crise. Tendo em conta a definição dos critérios de prioridade, a Microsoft refere que vai ainda fazer algumas mudanças aos serviços para garantir que não há impacto nos restantes clientes e evitar congestionamentos que impeçam o acesso a serviços.

Assim, na Teams, a Microsoft refere que está a ajudar temporariamente algumas ferramentas, como a "frequência com que é averiguada a presença de um utilizador, o intervalo em que é mostrado quem é que está a escrever a resolução de vídeo". A empresa garante ainda que "estes ajustamentos não vão ter um impacto significativo na experiência diária dos utilizadores finais".

Já nos serviços da Xbox Live, a Microsoft refere que "está a monitorizar ativamente a performance e as tendências de uso para garantir que os serviços estão otimizados para os jogadores em todo o mundo". Respondendo a preocupações sobre se os serviços da Xbox estão a ter um impacto da capacidade total da cloud Azure, a tecnológica refere que está a tomar "passos proativos". Assim, serão desativadas de forma temporária as imagens de jogadores personalizadas, imagens de grupo ou fundos de grupo, para conseguir retirar algum peso dos serviços da Microsoft.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de