Energia

Produção da EDP Renováveis aumentou 5% no primeiro semestre

João Manso Neto, presidente executivo da EDP Renováveis. Fotografia: DR
João Manso Neto, presidente executivo da EDP Renováveis. Fotografia: DR

A operação na América do Norte foi responsável por 55% do total da produção da empresa liderada por Manso Neto.

A EDP Renováveis (EDPR) aumentou em 5% a produção no primeiro semestre de 2019, em relação ao mesmo período do ano passado, para 16,2 TWh (Terawatt-hora), informou esta quarta-feira a empresa.

De acordo com um relatório publicado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), entre janeiro e junho de 2019, a operação da EDPR na América do Norte foi responsável por 55% do total da produção da empresa liderada por Manso Neto, na Europa por 41%, e no Brasil por 4%.

Em junho de 2019, a carteira operacional (capacidade instalada) da EDP totalizava 11,8 GW (Gigawatt) distribuídos por 11 países: 5,5 GW na Europa (2,4 GW em Espanha, 1,4 GW em Portugal e 1,7 GW nos restantes países europeus), 5,8 GW na América do Norte e 0,5 GW no Brasil.

A Energias de Portugal, S.A. (EDP) é a maior acionista da EDP Renováveis, que tem sede em Madrid e está cotada na bolsa de Lisboa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Produção da EDP Renováveis aumentou 5% no primeiro semestre