calçado

Profession Bottier apresenta coleção com cortiça em Milão

Ruben Avelar com a Vinho Collection da Profession Bottier. Fotografia:  Artur Machado / Global Imagens
Ruben Avelar com a Vinho Collection da Profession Bottier. Fotografia: Artur Machado / Global Imagens

Ferreira Avelar & Irmão, a empresa detentora da marca PB, prepara a abertura de um showroom em Tóquio

A incorporação de cortiça na linha mais ‘trendy’ da coleção Profession Bottier é a grande novidade que a Ferreira Avelar & Irmão está a apresentar na Micam, que este domingo arrancou em Milão.

A empresa de Fiães, Santa Maria da Feira, especializada na produção de calçado de homem, é um dos 95 expositores portugueses que marcam presença, até hoje, na maior feira de calçado do mundo.

ProfessionBottier2

Fazer um sapato integralmente em cortiça é difícil, por isso optamos por usar esse produto, tão português, em pequenos detalhes nos sapatos, dando-lhes mais vida”

Os modelos com cortiça, 15 no total, são o resultado de uma parceria com a Sedacor, marca da corticeira J Pinto de Sá, que se tem dedicado a alargar o uso desta matéria-prima tão portuguesa e tão natural aos domínios da moda e da decoração. Vinho Colection é o nome com que esta nova coleção foi batizada.

“É uma das maiores corticeiras do país e lançaram-nos este desafio para sermos parceiros deles no calçado. Fazer um sapato integralmente em cortiça é difícil, por isso optamos por usar esse produto, tão português, em pequenos detalhes nos sapatos, dando-lhes mais vida”, explica Ruben Avelar, da Ferreira & Avelar.

E embora estes modelos só agora estejam a ser formalmente apresentados, na Micam, em Milão, o certo é que já vários clientes, quer nos Estados Unidos, no Japão e na Holanda, mostraram interesse no produto. E há já encomendas. “Enviamos a semana passada a primeira encomenda em série para a Holanda e para o Japão segue no final do mês”, adianta Ruben Avelar. Isto sem falar com modelos também com cortiça criados especificamente para os clientes de ‘private label’ (produção sob a marca do comprador). A subcontratação vale ainda 70% da faturação da Ferreira Avelar, que em 2015 se situou nos 6,2 milhões de euros.

Enviamos a semana passada a primeira encomenda em série para a Holanda e para o Japão segue no final do mês”

“O ano foi de consolidação. Estamos a retomar o mercado canadiano, que tínhamos perdido, e o australiano. E crescemos em Angola, em contraciclo”, diz. Como? “Com regras de pagamento que implementamos e com contactos diretos na banca em Angola, que nos têm aberto sempre a emissão de divisas”, adianta.

Com um showroom em funcionamento em Paris, a marca oficial do Futebol Clube do Porto prepara-se, agora, para avançar com igual investimento no Japão. Um mercado de grande importância para a Profession Bottier e que representou já 8% da faturação da marca em 2015. O resultado de uma aposta continuada que tem já mais de uma década. “Vamos estar em abril na Fashion World Tokyo e vamos já aproveitar para ver quais as opções de espaços para a abertura do showroom ainda este ano”, salienta Ruben Avelar. Que assume o objetivo de aumentar para 12%, já este ano, o peso do mercado japonês nas vendas da Profession Bottier.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
5G_2

5G: Anacom arranca já com consulta. Leilão será em abril

5G_2

5G: Anacom arranca já com consulta. Leilão será em abril

(Fernando Oliveira/Global Imagens)

Portugal entre os mais afetados com o envelhecimento da população

Outros conteúdos GMG
Profession Bottier apresenta coleção com cortiça em Milão