redes sociais

Quanto é que valeria o Instagram sem o Facebook?

5. Instagram

A audiência do Instagram é mais jovem, traduzindo-se num atrativo para o mercado publicitário

Estima-se que o Instagram, rede social detida pelo Facebook, valeria mais de 100 mil milhões de dólares (aproximadamente 85,6 mil milhões de euros), se fosse uma empresa independente, traduzindo um retorno 100 vezes superior para a aplicação comprada em 2012, de acordo com os dados analisados pela Bloomberg Intelligence.

A rede social de partilha de fotografias chegou este mês aos mil milhões de utilizadores ativos. O marco alcançado vai seguramente incentivar as receitas do Instagram a ultrapassar os 10 mil milhões de dólares nos próximos doze meses, segundo analistas da Bloomberg.

A velocidade a que o Instagram atrai novos utilizadores supera o rival Facebook e os analistas garantem que a rede social está no caminho certo para ultrapassar os dois mil milhões de utilizadores nos próximos cinco anos. Apesar de o Facebook já ter superado esse marco, a audiência do Instagram é mais jovem, traduzindo-se num atrativo para o mercado publicitário.

Estima-se que o 16% da receita total do Facebook no próximo ano provenha do Instagram, superando os 10,6% registados no ano passado, segundo dados da eMarketer citados pela Bloomberg Intellegence.

Na semana passada, o Instagram lançou o IGTV, uma nova funcionalidade que permite aos utilizadores gravarem vídeos de maior duração, como tentativa de impulsionar o crescimento futuro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 04 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo vê economia a crescer 4,3% em 2021 e desemprego nos 8,7%

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa após a reunião extraordinária da Comissão Permanente de Concertação Social por video-chamada, no Ministério da Economia, em Lisboa, 16 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Segunda fase do lay-off custa mais de 700 milhões de euros

Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP. Foto: direitos reservados

Rocha de Matos: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

Quanto é que valeria o Instagram sem o Facebook?