Imobiliário

Quem compra casa em Portugal? Há paridade mas as mulheres decidem

Foto: REUTERS/Pedro Nunes
Foto: REUTERS/Pedro Nunes

Os salários de quem compra variam entre 750 e 2500 euros.

No ano passado, venderam-se 490 casas por dia em Portugal. Foi mais 16,6% do que um ano antes, e a preços mais elevados. No total, o valor das transações resultou em 24,1 mil milhões de euros – é 12% do PIB nacional. Mas quem compra casa em Portugal?

Um estudo da Decisões e Soluções mostra que 85% das casas vendidas em Portugal são compradas por portugueses, indo os restantes 15% para mão estrangeiras, maioritariamente franceses. Em relação aos compradores nacionais, a consultora destaca que existe paridade, no entanto, em 55% dos casos, são as mulheres quem toma a decisão final. Seja como for, 70% dos compradores estão casados ou em união de facto.

A consultora reconhece que os salários de quem compra variam entre 750 e 2500 euros, sendo 65% dos trabalhadores dependentes e 35% profissionais liberais ou empresários.

E a que se devem as mudanças de casa? A Decisões e Soluções admite que tanto pode ter a ver com a procura por uma casa mais modera, maior e com mais serviços ou o interesse em mudar de zona de habitação.

A escassez da oferta, no entanto, limita a escolha e, por vezes, não é possível satisfazer as motivações originais dos compradores. “Muitas vezes essa mudança não é possível, seja porque as habitações disponíveis não cumprem as expectativas, existem problemas de liquidez devido à redução do financiamento ou existe um desequilíbrio económico (no qual a oferta existente ultrapassa as suas possibilidades económicas) e ainda dificuldade em efetuar a venda da própria habitação a um preço adequado às suas necessidades”, realça a consultora.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

António Costa Silva
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Costa Silva defende retoma da alta velocidade e novo aeroporto

Quem compra casa em Portugal? Há paridade mas as mulheres decidem