sucessão

Cláudia Azevedo. Quem é a mulher que vai mandar na Sonae?

Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens
Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Cláudia Azevedo sucede ao irmão, Paulo, e a Ângelo Paupério na liderança de um dos maiores grupos nacionais

Maria Cláudia Teixeira de Azevedo foi a terceira e última na linhagem de Belmiro, mas nem por isso deixou de herdar o feitio do pai. Revelou-o o próprio, numa entrevista ao jornal Público, em 2013. Questionado sobre qual dos três filhos era o mais parecido consigo, o fundador da Sonae afirmou que “é a Cláudia. Em termos emocionais e comportamentais”.

Já antes, em 2008, no livro O Homem Sonae, Belmiro de Azevedo tinha passado a mesma ideia, ao afirmar que a filha Cláudia é “a que tem mais killer instinct“.

A partir de 2019, o instinto matador vai ser posto à prova, quando Cláudia Azevedo se tornar, aos 49 anos, na presidente de uma das maiores empresas do país.

São poucas as palavras públicas que se lhe conhecem. Esta terça-feira, escassos minutos depois de a Sonae ter revelado que é ela que vai suceder ao irmão, fez chegar às redações uma declaração curta.

Agradeceu o voto de confiança da empresa, aceitando a responsabilidade “com a convicção de quem olha para o futuro e tem a confiança de ter nos valores Sonae a determinação e optimismo necessários para enfrentar os desafios que seguramente surgirão”.

Declarações semelhantes às que tinha proferido em 2013, quando assumiu a liderança executiva da Sonae Capital, substituindo nessa altura outro homem da família no cargo: o pai.

Foto: Sonae

Foto: Sonae

A responsabilidade que vai assumir a partir de 2019 foi pensada ao milímetro, garante a empresa. Até porque tanto Paulo Azevedo como Ângelo Paupério terão manifestado a intenção de abandonar a cadeira logo no início do mandato.

“A Dr.ª Cláudia Azevedo tem um percurso profissional notável no Grupo Sonae que se tem caracterizado pela gestão de portfolios diversificados e pela internacionalização dos negócios de várias participadas, tornando a sua experiência e aptidões particularmente adequados para esta função”, lê-se na nota que tornou pública a sucessão.

As aptidões começaram a ser talhadas na adolescência. O ensino secundário foi feito no Reino Unido, num colégio interno. Voltou à cidade natal no início dos anos 90, para entrar na Licenciatura em Gestão na Universidade Católica do Porto. Mas a formação só ficaria completa no arranque do novo milénio, quando Cláudia Azevedo concluiu um MBA no INSEAD, conhecida escola francesa de formação de executivos.

A entrada no império criado pelo pai, falecido a 29 de novembro do ano passado, aconteceu ainda na década de 90, no marketing do Banco Universo. A experiência durou pouco, o banco acabou vendido ao BPI, mas o gosto pelo marketing ficou.

Em 1998, Cláudia Azevedo assumiria a direção de Marketing da operadora de telecomunicações Optimus. Foi na mesma altura que se mudou para França, para se dedicar ao MBA.

Na Sonae os cargos de chefia foram-se sucedendo. No conselho de administração da Sonaecom, dona do jornal Público, sempre teve uma participação ativa, bem como na gestão do diário.

Na lista extensa de cargos que ocupa, conta-se ainda a a presença nos conselhos de administração da ToiaResort, da Capwatt ou da RACE. Na Sonae Capital vai ser substituída por Miguel Gil Mata, mas mantém-se como não-executiva.

Cláudia Azevedo tem dois filhos, é adepta do FC Porto e vive na Foz. O império Sonae agora é dela.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Margarida Matos Rosa, presidente da Autoridade da Concorrência

Tiago Petinga/Lusa

Concorrência acusa 5 seguradoras e 14 administradores de formarem um cartel

Turismo. Fotografia: REUTERS/Nacho Doce

Excedente comercial nacional afunda mais de 68% no 1º semestre

empresas

Quando o nome de família trava o crescimento das empresas

Outros conteúdos GMG
Cláudia Azevedo. Quem é a mulher que vai mandar na Sonae?