Hotelaria

Radisson estuda oportunidades e parceiros para expandir em Portugal

Este será o hotel da marca Red que a Radisson vai abrir em Lisboa. Foto: D.R.
Este será o hotel da marca Red que a Radisson vai abrir em Lisboa. Foto: D.R.

A Radisson, uma das maiores empresas hoteleiras do mundo, vai abrir hotéis em Lisboa e Porto em 2021. E não quer ficar por aqui.

O grupo hoteleiro Radisson, propriedade da empresa estatal chinesa Jin Jiang International, está a analisar várias oportunidades e a identificar parceiros para expandir o seu negócio em Portugal. O grupo definiu um plano de expansão para os próximos cinco anos na Europa e Portugal, que “regista uma posição ascendente na área do turismo, tornou-se um mercado importante para reforçar a nossa presença”, avançou ao Dinheiro Vivo Federico González-Tejera, presidente executivo do Radisson.

Para já, o grupo Radisson anunciou a abertura, em 2021, de dois hotéis no país da marca Red (uma estreia em território nacional), um em Lisboa e outro no Porto, que se juntarão ao Blu Hotel, que já explora na capital. Segundo Federico González-Tejera, mais irão surgir nos próximos tempos, até porque Portugal, “apesar de ser um destino maduro, tem registado um crescimento na procura por hotéis muito mais rápido do que a oferta no mercado”. Na sua opinião, o país “é muito atrativo como destino de lazer e de negócios e, por isso, abre portas ao investimento”.

Um novo conceito
Segundo Federico González-Tejera, a marca Red vai trazer ao país “uma nova forma de pensar a estadia em hotel”, num conceito informal e de design que “tem registado muito sucesso noutras cidades europeias”. Aliás, o responsável defende que o grupo trará experiência e profissionalismo ao mercado nacional.

O Radisson Red Lisboa Olaias, que tem a abertura marcada para 2021, terá 290 quartos, um ginásio e uma piscina no terraço. Já o Radisson Red Porto (junto à ribeira de Vila Nova de Gaia), também com conclusão agendada para 2021, terá 278 quartos e um ginásio. As duas unidades representam um investimento de 85 milhões de euros e serão geridas em regime de franchising pela Value One Hotel Operations.

A Value One Hotel Operations é uma joint-venture entre a divisão hoteleira da Value One Holding (promotora imobiliária austríaca) e a Arbireo Hospitality, administradora investimentos imobiliários da Arbireo Capital (empresa de investimentos imobiliários alemã).

A Radisson tem como objetivo ser um dos três grupos mais reconhecidos do mundo. Neste momento, tem mais de 1100 hotéis em operação (180 mil quartos) e 250 em desenvolvimento (45 mil quartos), em 115 países.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Radisson estuda oportunidades e parceiros para expandir em Portugal