Star Company by Dinheiro Vivo

Randstad. No topo da criação de emprego

Foto: Randstad
Foto: Randstad

É a maior empresa de trabalho temporário em Portugal e tem 15 070 trabalhadores.

“Se tivéssemos um slogan seria de ‘A-Z, tudo o que diz respeito a recursos humanos’.” José Miguel Leonardo fala assim da empresa de que é diretor-geral da Randstad, que insiste não se dedicar apenas ao trabalho temporário. Ainda assim, é aqui que se “regista a dinâmica mais significativa da empresa” que, em 2014, teve um volume de negócios de 171 milhões de euros, crescendo 26,83% e consta no lugar 148 da lista das 1000 maiores empresas elaborada pela Ignios.

É a maior empresa de trabalho temporário em Portugal e tem 15 070 trabalhadores, a que se juntam outros tantos no conglomerado de oito empresas que fazem parte da Randstad. Uma delas, a Tempo Team, também consta no ranking da Ignios, no posto 362 das 1000 maiores empresas.

Em 2014, a Randstad – Recursos Humanos, empresa de trabalho temporário S.A., contratou mais 2920 pessoas, com José Miguel Leonardo a explicar que “quando há recuperação da economia, a facilidade que o trabalho temporário providencia, pela sua flexibilidade, possibilita que as empresas recorram a estes serviços”para dar resposta a necessidades imediatas.

Mas o CEO da Randstad também adverte que esta não é a ocupação exclusiva da empresa e diz até que o maior volume de funcionários está alocado a esta área, mas também à de outsourcing. A Randstad dedica-se também ao recrutamento e seleção especializada e ainda à formação e desenvolvimento, diagnóstico e consultoria de recursos humanos. O tal “A-Z”, de José Miguel Leonardo, que explica que os salários auferidos pelos funcionários dependem da área a que estão afetados. “Na área das tecnologias da informação, os salários têm vindo a crescer significativamente”, diz. A Randstad lida com mais de 1500 empresas em Portugal, sobretudo da área da indústria e das telecomunicações.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Analistas: “Decisão da Anacom poderá ter condenado o êxito da operação”

José Carlos Lourenço, Chief Operations Officer do Global Media Group (Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens)

Prémios M&P. José Carlos Lourenço eleito Personalidade de Media

(Fábio Poço / Global Imagens)

Desempregados inscritos nos centros de emprego sobem 0,5% em agosto

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Randstad. No topo da criação de emprego