estacionamento

Receitas de estacionamento em Portugal crescem 5,7% para 110 milhões de euros

Fotografia: direitos reservados
Fotografia: direitos reservados

Estudo da Informa D&B revela que embora o mercado português valha menos do que o espanhol, o valor gerado em Portugal cresceu a um ritmo superior.

O mercado português de estacionamento gerou 110 milhões de euros de receitas em 2016, um aumento de 5,7% face ao registado no ano anterior, segundo um estudo da Informa D&B.

O estudo sobre o mercado de estacionamento em Portugal e Espanha, publicado hoje pela Informa D&B, indica que o mercado ibérico de estacionamento gerou 1,1 mil milhões de euros em 2016, mais 4,4% face ao ano anterior, dos quais apenas 110 milhões de euros correspondem ao mercado português.

No entanto, embora o mercado português valha menos do que o espanhol (110 milhões de euros contra 990 milhões), em Portugal, o valor gerado pelo estacionamento cresceu a um ritmo superior ao verificado em Espanha (5,7% contra 4,3%).

“Num contexto de melhoria da conjuntura económica e do mercado de trabalho, acréscimo de tráfego nos centros urbanos e aumento do número de lugares em exploração, o mercado ibérico de estacionamento consolidou em 2016 a tendência de recuperação iniciada no ano anterior”, afirma a consultora.

Em 2015, as receitas resultantes do negócio da gestão de lugares de estacionamento em estrutura e em estacionamento regulado à superfície em Espanha e Portugal cresceram 2%.

O setor ibérico de estacionamento estava composto em 2016 por cerca de 1.075 empresas e grupos de empresas, das quais 825 operavam em Espanha e 250 em Portugal. No conjunto, exploravam um total de 1,785 milhões lugares de estacionamento: 1,5 milhão em Espanha e 285 mil em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Receitas de estacionamento em Portugal crescem 5,7% para 110 milhões de euros