Prémio Inovação NOS

Uma rede social que recomenda restaurantes

Lisboa, 10/08/2018 - Entrevista com Madalena Rugeroni e Sofia Pitta fundadoras da misk
(Bruno Raposo / Global Imagens)
Lisboa, 10/08/2018 - Entrevista com Madalena Rugeroni e Sofia Pitta fundadoras da misk (Bruno Raposo / Global Imagens)

São oito da noite, está com fome e encontra-se numa cidade que não conhece bem. Gostava de ir jantar a um sítio recomendado por amigos, mas eles não estão consigo. Não estão, mas é quase como se estivessem. Ou seja, desde novembro do ano passado, existe uma plataforma digital de recomendações de restaurantes, cafés e bares entre amigos de qualquer parte do mundo. Chama-se Misk e a startup com o mesmo nome é uma das 30 empresas finalistas do Prémio Inovação NOS.

Madalena Rugeroni e Sofia Pitta sempre viajaram muito devido a questões profissionais. Viveram algum tempo juntas em Londres e sempre se lhes colocou esta questão de quererem ir almoçar, jantar ou tomar um copo a um espaço recomendado por um amigo em quem confiassem. O tal amigo lá sugeria algo após ser interpelado via WhatsApp, Messenger, e-mail, mas a resposta nunca era imediata.
Foi desta necessidade conjunta que decidiram criar, com mais um sócio, uma rede social que respondesse de forma simples e rápida à pergunta “O que me recomendam ao nível da restauração?”
Sempre comemos muito fora. Gostamos de conhecer novos lugares e experimentar comidas diferentes mas de confiança. E as inúmeras ferramentas que existem no mercado não eram suficientes para nós, acima de tudo porque não confiávamos nelas como se confia num amigo”, explica Madalena Rugeroni, uma das sócias da Misk.

Sabiam que não queriam continuar assim perdidas nesta matéria e pensaram: “Porque não criar uma plataforma dos nossos amigos e apenas deles, as pessoas em quem confiamos?” E criaram mesmo. Lançada em novembro de 2017, a aplicação (disponível em Android e em iPhone) tem já uma comunidade de mais de dez mil utilizadores, sobretudo da geração milénio que já recomendaram mais de 40 mil sítios espalhado por 650 cidades do mundo inteiro. É direcionada a pessoas entre os 24 e os 35 anos e a maior parte dos utilizadores são mulheres.

E como funciona a Misk? Segundo Sofia Pitta, outra sócia, “é como se fosse um Instagram para restaurantes. Cada pessoa tem o seu perfil onde pode criar as suas listas de restaurantes por cidade. Aqui, o conceito de perfil é semelhante ao do Instagram. Como utilizador posso seguir pessoas e ser seguido, e ir ao perfil de qualquer pessoa ver as suas listas e recomendações”.

Outra das funcionalidades da Misk é o shake. Ou seja: “Se abanarem o telefone, recebem uma recomendação imediata de um restaurante à sua volta”, diz Sofia Pitta, adiantando que esta informação é baseada “não só no que os amigos (pessoas que seguem) recomendam, mas também naquilo que a pessoa já guardou ou recomendou na app e nas coleções que vai fazendo”.

Satisfeitos com os resultados, os três sócios têm uma ambição maior. O objetivo é que a Misk se torne a app mais confiável no mundo inteiro no que toca a restaurantes, cafés e bares. “Pretendemos que a Misk seja uma plataforma superinteligente, que conhece o utilizador dando recomendações baseadas no que cada um gosta, no seu lifestyle e preferências gastronómicas”.

Ao que tudo indica, estão no bom caminho. O reconhecimento desta ferramenta já chegou de várias formas. A Misk alcançou ao top 2 na App Store em Portugal e foi também considerada pela revista Wired uma das dez hottest startups na Europa em 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões até setembro. E vai contratar mais 800 pessoas

Outros conteúdos GMG
Uma rede social que recomenda restaurantes