Remax Portugal dá aulas de imobiliário a agentes da Europa

A CEO da Remax Portugal, Beatriz Rubio
A CEO da Remax Portugal, Beatriz Rubio

A Remax Portugal está a <a href="http://www.dinheirovivo.pt/empresas/interior.aspx?content_id=4362419&amp;page=-1" target="_blank">aproveitar os bons resultados de 2014</a> e os <a href="http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/interior.aspx?content_id=4462936" target="_blank">consequentes prémios</a> que recebeu a nível europeu e mundial para dar aulas de imobiliário a um grupo de agentes da rede da mediadora na Europa.

“Sabemos que a nossa estratégia tem resultados, pelo que os outros países da Europa vieram a Lisboa conhecer a nossa forma de trabalhar”, disse ao Dinheiro Vivo a CEO da Remax em Portugal, Beatriz Rubio.

No total, estiveram reunidos entre esta terça-feira e quinta-feira, um conjunto de 90 agentes oriundos de 24 países europeus, incluindo Áustria, França, Alemanha, Turquia, Polónia, Escócia, Polónia, Espanha ou mesmo Israel (o Médio Oriente está incluindo na chamada região EMEA que, como a sigla indica, abrange Europa, Médio Oriente e África).

Contudo, Beatriz Rubio rejeita que estejam a ensinar estes agentes europeus. “O objetivo primordial desta reunião é mostrar a forma como nos posicionamos no mercado imobiliário português e qual o trabalho que cada departamento na Remax Portugal faz”, explicou, acrescentando que se trata também “de uma sessão de networking em que a troca de ideias, experiências e boas práticas é o mais importante.”.

Mas afinal, o que é que a Remax Portugal anda a fazer para se tornar num case study na Europa? “Podemos dizer que a grande diferença é a atenção e abordagem ao trabalho realizado internamente. Todos os departamentos estão focados em fornecer o melhor serviço possível aos consumidores, mas no nosso caso é diferente pois só conseguimos grandes resultados se os nossos agentes e agências trabalharem a marca como se fosse delas e é esse trabalho que fazemos todos os dias”, disse Beatriz Rubio.

Nesse sentido, a gestora destaca os “inúmeros eventos internos de motivação” que realizam e as “formações constantes e estratégias de marketing” que adoptam.

“Outro exemplo é o nosso sistema de Inovação e Tecnologia (IT), que também tem gerado muito interesse por ser altamente qualificado e completo comparativamente com o resto da Europa”, adiantou ainda Beatriz Rubio.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Exportações em queda

Exportações nacionais caíram 39% em maio

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

Amesterdão, Países Baixos. Foto: D.R.

Portugal perde quase 600 milhões de euros de receita de IRC para offshores

Remax Portugal dá aulas de imobiliário a agentes da Europa