Revive Natureza: Governo recebe 45 candidaturas para seis imóveis

A fase de candidatura para a exploração de seis imóveis terminou no passado dia 19 e o governo recebeu 45 candidaturas. Vão ser analisadas para posterior adjudicação.

O Governo recebeu 45 candidaturas para seis imóveis que estão integrados no programa Revive Natureza, que foi criado na sequência do Revive, programa que conta com imóveis que são património cultural e histórico devoluto e que são, mediante concurso, concessionados a privados para fins turísticos. Mas, no caso do Revive Natureza, embora as concessões não estejam excluídas, é privilegiada a colocação no mercado através do arrendamento.

"Os concursos para atribuição de direitos de exploração de seis imóveis, lançados a 22 de junho de 2021, no âmbito do programa Revive Natureza, encerraram a fase para apresentação de candidaturas no passado dia 19 de novembro, tendo sido rececionadas 45 propostas. Inicia-se, agora, o procedimento de análise das mesmas, com vista à sua adjudicação", explica o ministério da Economia em comunicado.

O ministério de Pedro Siza Vieira detalha que o Antigo Posto Fiscal em Monte Fidalgo, no distrito de Castelo Branco, recebeu oito propostas. A Casa Florestal de Sul, no distrito de Coimbra, obteve duas propostas e a antiga Sede de Administração Florestal na Figueira da Foz, também distrito de Coimbra, contou com cinco propostas.

O Chalet de São Pedro, no distrito de Leiria, e a Casa do Pinheiro Manso, também distrito de Leiria, foram os dois imóveis que receberam mais propostas, com a Casa do Pinheiro Manso a receber 17 e o Chalet 12. Por fim, o Edifício Florestal da Abrigada, no distrito de Lisboa, recebeu uma proposta.

O Revive Natureza foi operacionalizado através de um Fundo Imobiliário Especial, que tem a seu cargo a gestão de 96 imóveis do Estado - antigas casas florestais, postos da guarda-fiscal e outros pequenos imóveis dispersos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de