Tecnologia

Ricardo Macieira vai liderar negócio da Revolut em Portugal

Ricardo Macieira | Revolut Portugal
Foto: Ricardo Macieira / Twitter

Nomeação acontece após abertura de centro de suporte no Porto, em fevereiro, por parte da startup britânica.

Ricardo Macieira é a partir desta terça-feira o diretor-geral da Revolut em Portugal. A nomeação foi confirmada ao Dinheiro Vivo pela startup. Já na rede social LinkedIn, o novo líder para o mercado português diz que o seu objetivo é fazer crescer o negócio da Revolut e construir uma equipa local “de sucesso”.

A nomeação de Ricardo Macieira acontece poucos meses após a Revolut ter anunciado a abertura de um centro de apoio ao cliente no Porto e que prevê a contratação de 70 pessoas. Na altura, a empresa justificou a aposta também como uma forma de consolidar a sua posição em Portugal.

O mercado português está inclusive entre os mais importantes para a startup britânica: segundo os últimos dados oficiais, é o sétimo país em número de clientes, totalizando 120 mil utilizadores. A Revolut estava a ganhar, em fevereiro, 600 novos clientes por dia em Portugal.

A nomeação de um líder para o mercado português também pode ajudar com questões mais locais, como aquela que envolveu a startup britânica e a Autoridade Tributária no mês de abril, a propósito da declaração de fundos da Revolut no IRS, tal como o Dinheiro Vivo avançou na altura. No final ficou confirmado, pela própria AT, que os contribuintes que, em 2018, tinham contas na plataforma Revolut não precisam de as declarar ao fisco.

Ricardo Macieira foi até ao mês passado líder da Airbnb para o mercado português, cargo que ocupava desde fevereiro de 2016. O executivo, formado em design de produto pelo IADE, acumula ainda o cargo de gestor de projeto na Couraveg, de consultor na Alok Design Brands e de mentor na Startup Lisboa, segundo a informação disponibilizada na sua página de LinkedIn.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Ricardo Macieira vai liderar negócio da Revolut em Portugal