Retalho Alimentar

Rótulo semáforo da Auchan aguarda “enquadramento por legislação nacional”

My Auchan
My Auchan

Até meados de 2020 a Auchan quer que o sistema de rotulagem, Nutri-Score, esteja presente em 2 mil referências de produtos de marca própria.

A Auchan Retail está a adotar nos seus produtos de marca própria um sistema de rotulagem que, através de um sistema de cores, visa tornar mais visível o equilíbrio nutricional dos produtos. O Nutri-Score já foi adotado como sistema recomendado, embora opcional, em França, Bélgica e Espanha. Em Portugal aguarda “enquadramento por legislação nacional”.

“Com a multiplicidade de produtos e rótulos que existem, quisemos aumentar a transparência para os nossos consumidores e, por isso, resolvemos adotar o Nutri-Score, sistema de classificação nutricional, com robusta evidência cientifica, que reúne um apoio alargado, desde autoridades de saúde a largos segmentos da indústria e distribuição, bem como das associações de consumidores. Assim, será mais fácil para as pessoas obter informação sobre os alimentos que vão comer e tomarem opções mais saudáveis”, disse Rui Oliveira, Diretor de Marca Própria da Auchan Retail Portugal, citado em nota de imprensa.

No online da cadeia de retalho alimentar, já há produtos de marca própria Auchan com este rótulo nas embalagens. O mesmo convive com o mais tradicional, onde são indicados, por cada 100 g, o valor nutricional de cada alimento/produto, sendo que o objetivo é até meados de 2020 ter nas lojas Auchan mais de 2000 referências com o Nutri-Score.

NutriScore_A

O sistema de rotulagem visa, através de um sistema gráfico simples, classificar os alimentos numa escala de A a E, cada um com uma cor diferente, do verde ao vermelho. “Para estabelecer a categoria, são considerados em cada alimento os ingredientes a privilegiar, como fibras, proteínas, frutas e legumes, e os que se devem limitar: gorduras saturadas, açúcares e sal”, explica a Auchan em nota de imprensa. Assim, na categoria A (cor verde) estão produtos como água, legumes e peixe congelados. No outro extremo da escala, são classificados com E (cor vermelha) alimentos como queijos gordos, enchidos ou bolos mais doces ou calóricos. A cor vermelha e a letra E funcionam como um alerta para um consumo moderado.

Portugal: sistema sem enquadramento legal

Em França, Bélgica e Espanha o Nutri-Score foi adoptado como sistema recomendado, embora opcional. Em outubro, na Alemanha, o governo já disse que vai avançar com esta rotulagem. Em Portugal, o Nutri-Score não tem ainda enquadramento legal.

“Neste momento, em Portugal, o único enquadramento legal existente é o do regulamento 1169, que prevê a existência de informações extra em matéria nutricional, não definindo, contudo, a forma”, começa por referir fonte oficial da Auchan Retail quando questionada pelo Dinheiro Vivo sobre este tema. “Este projeto já foi apresentado às autoridades portuguesas, tendo obtido um feedback muito positivo. A médio/longo prazo contamos ter um enquadramento por legislação nacional, tal como aconteceu já em vários países europeus, como França ou Espanha.”

“Não sendo este tema ainda legislado e havendo um enquadramento legal pelo regulamento 1169, já apresentámos o dossier presencialmente às autoridades. As autoridades de saúde viram com agrado o arranque deste projeto poderá funcionar, de forma informal, como piloto para impulsionar e detalhar o enquadramento a definir”, assegura fonte oficial da cadeia de retalho.

Apesar de considerar a consulta dos rótulos muito importante, cerca de 40% dos consumidores portugueses não compreendem a informação nutricional básica contida nos rótulos dos alimentos, segundo um estudo encomendado pela Direção Geral de Saúde (DGS), cujos resultados foram apresentados em 2017. A DGS está a desenvolver um estudo para determinar qual o melhor modelo de rotulagem a implementar no mercado nacional, noticiou em abril o Diário de Notícias.

“Todos estudos científicos que temos visto sobre o Nutri-Score apontam aspetos positivos, havendo inclusivamente um deles que indica que, após a introdução desta informação nos produtos, os valores de ingestão média de nutrientes por consumidor melhorou significativamente”, destaca fonte oficial da Auchan, lembrando, que “há já uma petição a decorrer, na Europa, para tornar obrigatório o Nutri-Score como regulamento europeu.”

A Auchan não é a única empresa a avançar com esta opção de forma voluntária. No verão, a Nestlé anunciou que iria começar a adotar, até ao final do ano, o Nutri-Score nos seus produtos a nível europeu, visando com esta decisão “criar um ambiente favorável para o Nutri-Score em todos os países da Europa Continental”, disse Marco Settembri, CEO da Nestlé para a Europa, Médio Oriente e Norte de África, citado pela imprensa.

Em Portugal, quando questionada a companhia, fonte oficial adiantou apenas que a multinacional aguarda enquadramento legal para avançar com a implementação deste sistema de rotulagem adicional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Rótulo semáforo da Auchan aguarda “enquadramento por legislação nacional”