media

RTP. Conselho de redação dá OK a Maria Flor Pedroso

Jornalista Maria Flor Pedroso. (Fotografia: Paulo Spranger/ Global Imagens)
Jornalista Maria Flor Pedroso. (Fotografia: Paulo Spranger/ Global Imagens)

Depois do Conselho de Redação falta ainda o parecer da Entidade Reguladora para a Comunicação Social

O Conselho de Redação da RTP deu luz verde ao nome de Maria Flor Pedroso para assumir a direção de informação da estação de serviço público, confirmou o Dinheiro Vivo junto de fonte oficial da empresa.

Maria Flor Pedroso foi o nome proposto para substituir Paulo Dentinho na liderança da informação da estação pública, depois de o jornalista ter colocado o seu cargo à disposição da administração. Uma saída do jornalista que estava sob pressão depois de ter feito publicações no seu mural no Facebook sobre o caso da alegada violação envolvendo Cristiano Ronaldo, bem como, falhas que terão ocorrido na cobertura feita pela RTP dos incêndios na serra de Sintra.

A escolha de Maria Flor Pedroso foi conhecida no passado dia 12 de outubro, tendo a proposta de nomeação seguido para a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), organismo regulador que ainda não emitiu parecer. O regulador dos media tem parecer prévio e vinculativo.

Licenciada em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa, Maria Flor Pedroso começou a sua vida profissional na Rádio Comercial em 1984, passando mais tarde pela RFM. Foi uma das jornalistas fundadoras da TSF, tendo posteriormente transitado para a Antena 1 da RDP, estação pública à qual está ligada desde 1997. Tem um programa semanal, As entrevistas semanais de Maria Flor Pedroso, a personalidades da vida pública e política, sobre as questões da atualidade, transmitidas à quinta-feira na Antena 1.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O empresário Joe Berardo à chegada para a sua audição perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A “golpada”, a falta de património e o risco todo no lado da CGD

Luís Castro Henriques .
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Luís Castro Henriques: “Portugal já não é um país de burocratas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
RTP. Conselho de redação dá OK a Maria Flor Pedroso