aviação

Ryanair chega a acordo com tripulantes de cabine alemães

Michael O’Leary, CEO da companhia área low cost irlandesa. Fotografia: EPA/Olivier Hoslet
Michael O’Leary, CEO da companhia área low cost irlandesa. Fotografia: EPA/Olivier Hoslet

A Ryanair confirma que alcançou mais um acordo, desta vez com os tripulantes alemães da Ver.di. Os tripulantes têm de o aprovar nos próximos dias.

A companhia aérea irlandesa low cost confirmou esta quinta-feira que chegou a acordo com os tripulantes de cabine da alemã Ver.di. O acordo prevê que seja aplicada a lei laboral alemã aos tripulantes com base na Alemanha, mas antes disso tem que ser aprovada pelos visados durante a próxima semana.

Segundo a Ryanair, este acordo prevê aumentos salariais e outros benefícios a todos os tripulantes de cabina com base na Alemanha ao longo dos próximos dois anos.

No comunicado enviado à imprensa, a Ryanair confirma ainda que quase 90% dos tripulantes com base em Itália votaram a favor do Contrato Coletivo de Trabalho assinado recentemente entre a Ryanair e os três principais sindicatos de tripulantes de cabine – FIT CISL, ANPAC e ANPAV. No caso de Itália, o acordo entrará em vigor para os tripulantes italianos nos próximos três anos. Durante a semana passada, foram assinados novos acordos com os sindicatos de tripulantes de cabina na Grécia (RACU) e na Suécia (UNIONEN).

“Estamos encantados por assinar este CCT com a Ver.di, que levará a melhorias salariais e outros benefícios para os nossos tripulantes de cabina com base na Alemanha, contrato este que será sujeito a votação dos nossos tripulantes ao longo da próxima semana”, reforça Eddie Wilson, diretor de Recursos Humanos da Ryanair.

Durante a semana passada, foram assinados novos acordos com os sindicatos de tripulantes de cabina na Grécia (RACU) e na Suécia (UNIONEN).

A Ryanair sublinha que estes acordos demonstram “o progresso significativo que tem levado a cabo em termos de acordos com os funcionários e os seus sindicatos em diferentes países europeus”, lê-se ainda no mesmo comunicado.

Estes acordos surgem depois das sucessivas greves dos tripulantes de cabine durante o verão, que reivindicavam melhores condições de trabalho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Ryanair chega a acordo com tripulantes de cabine alemães