Ryanair conclui compra da LaudaMotion

A companhia aérea irlandesa é a partir de hoje a única proprietária da antiga Niki, que até agora era detida em 20% pela Lauda.

A Ryanair completou a aquisição de 100% da austríaca LaudaMotion, a empresa de aviação fundada pelo antigo piloto de Fórmula 1 (F1) Niki Lauda, foi esta terça-feira confirmado. A companhia aérea irlandesa é a partir de hoje a única proprietária da antiga Niki, que até agora era detida em 75% pela Ryanair e os restantes 25% por Lauda.

O anúncio foi feito pelo presidente executivo da LaudaMotion, Andreas Gruber, numa conferência de imprensa em Viena, na Áustria. Gruber adiantou que a LaudaMotion vai aumentar para 25 o número de aviões na sua frota para o verão deste ano.

E a tendência será para manter a trajetória ascendente. Em 2020, são esperadas 30 aeronaves na frota de verão da companhia, o que permitirá que o tráfego cresça para quatro milhões este ano, seis milhões em 2020, e chegar aos 7,5 milhões em 2021.

Este verão, a Laudamotion vai operar em quatro bases. Viena passará a ter oito aeronaves, Düsseldorf terá sete, em Estugarda vai operar com três e em Palma com dois aviões. Já no inverno deste ano, o número de aeronaves no aeroporto de Viena aumentará para 11.

A Ryanair refere também, em comunicado, que serão anunciadas mais 20 rotas, a partir das mesmas quatro bases, nos próximos dois meses. Além disso, serão vendidos 250 mil lugares a partir dos 19,99 euros nos meses de fevereiro a maio, a partir de Viena, Estugarda e Düsseldorf.

No seguimento deste anúncio, foram abertas 400 novas vagas para pilotos, tripulantes de cabine e engenheiros.

Recorde-se que, o piloto de F1 comprou a antiga Niki, empresa que fundou e vendeu à alemã Air Berlin. O processo de insolvência da Niki, agora LaudaMotion, foi concluído o ano passado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de