aviação

Ryanair cria hub no Porto para voos de ligação

Fotografia:  EPA/AIDAN CRAWLEY
Fotografia: EPA/AIDAN CRAWLEY

A Ryanair vai criar um hub de ligação de voos na cidade do Porto. A partir de 3 de janeiro de 2018, o aeroporto da cidade Invicta vai ser ponto de referência para as escalas da companhia irlandesa e fazer ligação com vários destinos, anunciou Kenny Jacobs, responsável de marketing da Ryanair, em conferência de imprensa realizada na Web Summit.

O aeroporto Francisco Sá Carneiro foi escolhido “por ser muito eficiente, com 4,2 milhões de passageiros; permite fazer, facilmente, a ligação quer com destinos como Ponta Delgada [Açores], quer com destinos dentro da União Europeia e é um local muito óbvio” para aplicar este hub.

Graças a este hub, o aeroporto Francisco Sá Carneiro vai contar com 20 novas rotas e será a escala de voos com partida de Lisboa, Faro, Ponta Delgada e Terceira.

Desta forma, os passageiros da Ryanair poderão “fazer a passagem entre os voos com conexão dentro do “airside” (espaço dentro da segurança aeroportuária), sem necessidade de sair deste espaço e passar novamente pela segurança, efetuar o check-in de bagagem no aeroporto de origem e recolhe-la apenas no aeroporto de destino final; obter apenas uma referência de reserva para ambos os voos”, explicou Kenny Jacobs durante a conferência de imprensa.

Este é o terceiro hub da Ryanair para voos de ligação. Os primeiros dois foram criados em Roma Fiumucino e Milão Bergamo, ambos em Itália.

Quatro novas rotas a partir de Lisboa

A Ryanair também anunciou a criação de quatro novas rotas diretas de Lisboa para as cidades de Bruxelas, Baden-Baden, Frankfurt e Cracóvia. Sobre Lisboa, a Ryanair voltou a manifestar que vai continuar a apostar nesta cidade, haja ou não aeroporto no Montijo.

(Notícia atualizada às 12h13 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Paulo Neto Leite, CEO da Groundforce.

Groundforce aposta na Portela e contrata mais 260 pessoas em 2019

Lisboa, 17/05/2016 - Conferência de Banca - O Presente e o Futuro do Setor Bancário, no Hotel Ritz em Lisboa.
Carlos Costa, Marcelo Rebelo de Sousa, Faria de Oliveira
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Marcelo sobre o caso CGD: “Há de chegar às minhas mãos”

António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Fotografia: Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

ViaCTT. Fisco devolve coimas a mais de 8 mil contribuintes esta semana

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Ryanair cria hub no Porto para voos de ligação