aviação

Ryanair cria hub no Porto para voos de ligação

Fotografia:  EPA/AIDAN CRAWLEY
Fotografia: EPA/AIDAN CRAWLEY

A Ryanair vai criar um hub de ligação de voos na cidade do Porto. A partir de 3 de janeiro de 2018, o aeroporto da cidade Invicta vai ser ponto de referência para as escalas da companhia irlandesa e fazer ligação com vários destinos, anunciou Kenny Jacobs, responsável de marketing da Ryanair, em conferência de imprensa realizada na Web Summit.

O aeroporto Francisco Sá Carneiro foi escolhido “por ser muito eficiente, com 4,2 milhões de passageiros; permite fazer, facilmente, a ligação quer com destinos como Ponta Delgada [Açores], quer com destinos dentro da União Europeia e é um local muito óbvio” para aplicar este hub.

Graças a este hub, o aeroporto Francisco Sá Carneiro vai contar com 20 novas rotas e será a escala de voos com partida de Lisboa, Faro, Ponta Delgada e Terceira.

Desta forma, os passageiros da Ryanair poderão “fazer a passagem entre os voos com conexão dentro do “airside” (espaço dentro da segurança aeroportuária), sem necessidade de sair deste espaço e passar novamente pela segurança, efetuar o check-in de bagagem no aeroporto de origem e recolhe-la apenas no aeroporto de destino final; obter apenas uma referência de reserva para ambos os voos”, explicou Kenny Jacobs durante a conferência de imprensa.

Este é o terceiro hub da Ryanair para voos de ligação. Os primeiros dois foram criados em Roma Fiumucino e Milão Bergamo, ambos em Itália.

Quatro novas rotas a partir de Lisboa

A Ryanair também anunciou a criação de quatro novas rotas diretas de Lisboa para as cidades de Bruxelas, Baden-Baden, Frankfurt e Cracóvia. Sobre Lisboa, a Ryanair voltou a manifestar que vai continuar a apostar nesta cidade, haja ou não aeroporto no Montijo.

(Notícia atualizada às 12h13 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
ANDRÉ AREIAS/LUSA

Autoeuropa envia centenas de carros para Leixões e Espanha para escoar produção

REUTERS/Darren Staples

Vários ministros britânicos apresentam demissão

REUTERS/Vincent Kessler - RC1E65178DF0

“As eleições europeias vão sofrer muito com o fenómeno das fake news”

Outros conteúdos GMG
Ryanair cria hub no Porto para voos de ligação