aviação

Ryanair cumpre ameaça. Redução de frota e 300 despedimentos na Irlanda

A Ryanair já tinha ameaçado no início da semana que poderia reduzir a frota e o pessoal, em resposta às greves. E a ameaça vai ser cumprida. Segundo o El País desta quarta-feira, a companhia irlandesa já confirmou que vai avançar com uma redução de 20% na frota da Irlanda em 30 a 24 aviões, já a partir de outubro. Esta redução poderá conduzir ao despedimento de 100 pilotos e 200 tripulantes de cabine.

“Se estas folgas desnecessárias continuarem a afetar a confiança dos clientes, dos preços e da rentabilidade em determinados mercados nacionais, teremos que rever o nosso programa de inverno, o que poderá levar a reduções de frota em algumas bases (…). Não podemos permitir que os voos dos nossos clientes sejam desnecessariamente interrompidos por uma pequena minoria”, lia-se no comunicado enviado à imprensa no início da semana, no âmbito da divulgação dos resultados da transportadora.

“Ainda não temos a confirmação oficial desta informação mas tudo é possível. Mais uma vez se constata a forma de trabalhar da Ryanair: as pessoas ou são despedidas ou são escravizadas”, comenta ao Dinheiro Vivo Bruno Fialho, do Sindicato Nacional Do Pessoal De Voo Da Aviação Civil (SNPVAC).

Sobre a possibilidade de a transportadora low-cost vir a tomar semelhante atitude em Portugal, o sindicalista é apreensivo. “Se acontecer em Portugal e no resto da Europa a Ryanair fecha, por isso não sei como é que isso vai ser possível. Em termos económicos e financeiros não sei como é que a empresa vai sobreviver”, conclui.

 

Em atualização

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

Ryanair cumpre ameaça. Redução de frota e 300 despedimentos na Irlanda