Salsa testa tecnologia que possibilita esterilização de roupa em meio minuto

A marca de roupa está a testar um equipamento de desinfeção de roupa, com tecnologia desenvolvida pela MTEX NS, em parceria com a Católica e o CITEVE.

A loja da Salsa de Santa Catarina, no Porto, é a primeira a testar um equipamento de esterilização desenvolvido pela empresa de Famalicão MTEX NS, em parceria com a Universidade Católica e o CITEVE.

Este equipamento promete roupa esterilizada em trinta segundos, acelerando o tempo de desinfeção requerido pelas medidas de segurança das lojas. As normas impostas pela DGS indicam que as peças de roupa devolvidas, trocadas ou que são experimentadas nos provadores precisam de estar 48 horas.

O equipamento, como o nome de PHYS UVC STERILIZER, foi concebido e desenvolvido pela MTEX NS, com o apoio do Departamento de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa e do CITEVE. O sistema de esterilização combina luz ultravioleta C com ozono, recorrendo assim aos processos mais eficazes no combate à Covid-19, indica a empresa.

Neste momento, o equipamento está em fase de testes finais. Em comunicado, a Salsa aponta que o sistema permite ajudar a "otimizar o processo de compra do cliente, gerir stocks de forma mais eficientes e, acima de tudo reforçar a segurança e o conforto na experiência em loja".

“O feedback dos nossos clientes tem sido muito positivo. Sentem-se à vontade dentro da loja e mais predispostos a experimentar. Sabem que estão completamente em segurança; é como se todas as vezes que as peças experimentadas o fossem pela primeira vez. É um privilégio poder fazer parte deste processo e, desta forma, testar soluções que podemos adotar noutras lojas no futuro”, indica Carla Santos, Store Manager da loja Salsa de Santa Catarina.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de