Tecnologia

Samsung cresce no mercado português à boleia de uma economia mais favorável

REUTERS / Sergio Perez
REUTERS / Sergio Perez

A empresa fala num ano de 2017 muito positivo e acredita que vai manter a liderança por muitos anos.

A Samsung reforçou o estatuto de marca líder de smartphones em Portugal: aumentou a venda de equipamentos em 2,8% e o volume de negócios em 8%. A empresa tem feito uma maior aposta no segmento premium (smartphones acima dos 570 euros) e os resultados estão a compensar.

“Quase metade do mercado premium em Portugal está connosco”, disse Nuno Parreira, o diretor da área mobile da Samsung, em entrevista ao Dinheiro Vivo. O mais recente exemplo deste bom momento vem do novo dispositivo topo de gama da marca – as pré-vendas do Galaxy S9 e S9+, que chegaram ontem às lojas, aumentaram 50% em comparação com os modelos do ano passado (Galaxy S8 e S8+).

Parte destes resultados explicam-se por uma afinação que a gigante sul-coreana fez na sua estratégia: nos últimos dois anos deixou de vender smartphones abaixo dos 150 euros e focou-se em equipamentos de preços superiores. “O cliente quer premium, a própria dinâmica do mercado faz com que o cliente final necessite de terminais com maior performance”, referiu Nuno Parreira.

“Temos vindo a verificar um grande focus dos principais fabricantes no lançamento de produtos de alta gama, com vista a atrair os consumidores a renovarem os seus telefones por produtos mais avançados tecnologicamente e por isso de valor mais alto. Esta tem sido uma estratégia de sucesso”, confirmou o analista da IDC EMEA para o mercado de dispositivos móveis, Francisco Jerónimo, num comentário enviado por email ao Dinheiro Vivo.

Nuno Parreira diz que a conjuntura económica mais favorável que Portugal atravessa foi importante para um 2017 “muito positivo”, pois ajudou a reforçar a confiança dos consumidores. “Temos lidado muito bem com os concorrentes nos últimos anos”, referiu.

Dados partilhados pela consultora IDC com o Dinheiro Vivo revelam que a Samsung vendeu 692 mil smartphones em Portugal em 2017, superando os 566 mil smartphones vendidos pela Huawei e os 362 mil vendidos pela Apple. Das três empresas, a Samsung também foi a que teve maior faturação: 208 milhões de euros, contra os 186 milhões da Apple e os 156 milhões da Huawei.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

NUNO VEIGA / LUSA

Governo apresentou queixa contra 21 pedreiras em incumprimento

Outros conteúdos GMG
Samsung cresce no mercado português à boleia de uma economia mais favorável